>
Você está lendo...
Política

Brasil inconsertável – 14ª parte

Brasil inconsertável – 14ª parte

Amigos leitores, o dia 20 de dezembro de 2016 foi marcado pelo fim dos trabalhos legislativos. Com o início do recesso nesta última quarta-feira (21), Brasília acordará mais calma, sem a costumeira correria, com a atmosfera mais respirável – livre dos fétidos políticos. O Congresso Nacional estará fechado para balanço até 31 de janeiro de 2017, e deveria assim ficar por longo tempo, porque falta não faz. Uma paz relativa que pode ser quebrada pelos noticiários.

O ano de 2016 foi absolutamente atípico, anômalo. Um ano que parecia nunca acabar. Fatos dantescos, horrores grandiosos tomaram conta da política brasileira em todos os sentidos. A então presidente Dilma Rousseff (PT) sofreu processo de impeachment; em seguida o então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi cassado e hoje se encontra preso em Curitiba; o intocável presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), desafiou a tudo e a todos, sobretudo a Justiça, saindo vitorioso nas suas empreitadas; enfim, vimos cínicos políticos corruptos (e suas siglas partidárias) de vários matizes tentando obstruir os trabalhos da força-tarefa da Lava-Jato – graças a Deus sem sucesso. O festival funesto não parou por aí.

Exames mais detalhados revelaram tumores malignos e metástases no corpo político, dos pés a cabeça – algumas amputações aguardam vaga no centro cirúrgico. A Operação Lava-Jato está expondo as vísceras dos doentes terminais, e vai ser um rebuliço danado quando nova lista interminável contendo os nomes dos criminosos vier à tona. Setenta e sete (77) executivos e ex-executivos da Odebrecht fecharam acordo de delação premiada – “colaboração premiada” na opinião do ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli. Delação ou colaboração, isso não importa, o que vale é a devida publicidade para que todos os brasileiros honestos tomem conhecimento dos fatos.

O relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Teori Zavascki, disse que muito embora as atividades do Judiciário estejam suspensas temporariamente em razão do recesso, os seus auxiliares diretos trabalharão normalmente ao longo de mês de janeiro de 2017 para que os 800 depoimentos da Odebrecht sejam dissecados, para então, se for o caso, homologá-los em fevereiro. Só espero que Teori Zavascki determine a quebra do sigilo e libere todas as delações para a imprensa.

A meu sentir não será a delação da Odebrecht a “delação do fim do mundo”, será o começo do juízo final. Talvez a força-tarefa da Operação Lava-Jato, o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e o juiz Sérgio Moro estejam guardando a sete chaves uma delação premiada que pode ser qualificada como “prova rainha”, e aí sim, será a “delação do Apocalipse”. Uma revelação da Justiça para mostrar aos brasileiros que Lula foi o mandante do assassinato em 2002 do ex-prefeito da cidade de Santo André (SP) Celso Augusto Daniel (PT) – brevemente isso deverá ser anunciado pelas trombetas dos anjos, segundo João.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 755 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 145 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: