>
Arquivos

augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.
augustoavlis tem escrito 1008 posts para Opinião sem Fronteiras

COVID-19 – Vigésima segunda parte

COVID-19 – Vigésima segunda parte Profecias – segundo ato 11ª “Cães famintos uivarão à luz do dia anunciando a chegada da Besta – montada num cavalo de fogo. Surgirão pessoas dizendo-se possuídas de espíritos de luz, de entidades escatológicas; outras afirmando a reencarnação de vidas passadas, como as de médicos responsáveis por experiências macabras. Seja … Continuar lendo

COVID-19 – Vigésima primeira parte

COVID-19 – Vigésima primeira parte “Eis que para as profundezas retornarão os maus espíritos num futuro sem previsão. Almas sem luz invadirão as cidades cinzentas ao som de trombetas. Barulhos de ferraduras sem cavalos se ouvirão por toda parte. Açoites seguidos de gemidos tornarão longas as frias noites. Aquele que implorar pela morte terá o … Continuar lendo

Cagada homérica.

Cagada homérica. O ato de defecar é um ato de contrição. Isso eu posso afirmar com segurança. Outra coisa segura é que o vaso sanitário é um dos melhores lugares para alguém expressar o arrependimento de seus pecados cometidos ao longo de algum tempo – se bem lembrados –, independente se as eventuais preces sejam … Continuar lendo

COVID-19 – Vigésima parte

COVID-19 – Vigésima parte “Eis que das profundezas emergirão espectros que se espalharão por todas as partes do planeta. Cortejos fúnebres encherão as ruas das frias cidades. Sepulturas abertas receberão corpos sem vida sob o clima de abandono forçado. Parentes chorarão os seus mortos – que os aguardam em próxima ocasião. Vítimas do acaso; almas … Continuar lendo

COVID-19 – Décima nona parte

COVID-19 – Décima nona parte “Eis que do Inferno brasileiro brotará a confirmação de uma teoria: Quando houver balde, faltará merda para enchê-lo; quando houver merda disponível, faltará balde para recebê-la! O Brasil, com o seu Inferno particular, está experimentando a falta dos dois, do balde e da merda – não necessariamente nesta ordem. O … Continuar lendo

COVID-19 – Décima oitava parte

COVID-19 – Décima oitava parte “As vacinas contra a Covid-19 matarão pessoas ao redor do mundo – reações alérgicas serão comuns. É justificável a correria dos laboratórios para encontrar a vacina adequada e com alto índice de eficácia; a vacina certa só virá com mais tempo de testes e correções de formulação. Toda nova experiência … Continuar lendo

COVID-19 – Décima sétima parte

COVID-19 – Décima sétima parte “Eis que corpos esmorecidos cairão sobre os quatro cantos da Terra – para estes humanos o ‘Juízo final’ foi decretado por Deus impressionista. Seria este cenário uma nova e contundente representação da realidade, ou uma pequena amostra do que ainda está por vir? Seja como for, o grande pintor do … Continuar lendo

COVID-19 – Décima sexta parte

COVID-19 – Décima sexta parte “A sensação da morte é mais fria porque corrói a alma, queima mais do que gelo sobre a pele. Os sentimentos tendem a se dissipar – todos. Na luta pela vida, agarra-se à esperança, comprova-se a impotência, perde-se a fé, entrega-se ao destino. Não há o que fazer diante da … Continuar lendo

COVID-19 – Décima quinta parte

COVID-19 – Décima quinta parte “A China tem promovido missões tripuladas de exploração espacial e se concentrado em tarefas realizadas em órbita terrestre baixa (Low Earth Orbit), cujos objetos se encontram abaixo de 2000 km. Será que a única intenção da China é a colocação de satélites no espaço, em órbita baixa ao redor da … Continuar lendo

COVID-19 – Décima quarta parte

COVID-19 – Décima quarta parte “Mutantes vagarão pelas ruas vazias; almas em silêncio os acompanharão – das cumeeiras uivos contínuos de dor e tristeza são ouvidos como anunciação. O Purgatório foi instalado no planeta Terra em caráter duradouro, lugar para o pagamento de penitências. Arrependimento ou remorso pelos seus erros cometidos os homens dificilmente terão. … Continuar lendo

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se aos outros seguidores de 160