>
Arquivos

augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.
augustoavlis tem escrito 995 posts para Opinião sem Fronteiras

COVID-19 – Décima segunda parte

COVID-19 – Décima segunda parte Profecias 1 “Eis que dos Céus descerá a escuridão. Da semeadura da morte haverá colheita de corpos, que serão lançados nas fornalhas. Espíritos vagarão; os sobreviventes praguejarão. A fé desaparecerá no momento de a salvação ser impossível. Sedentos por água os homens beberão sangue; na dor da fome comerão carniça, … Continuar lendo

Nudista ou Naturista? Nudismo ou Naturismo?

Nudista ou Naturista? Nudismo ou Naturismo? Eis as questões. Tais dúvidas têm gerado discussões sem pé e cabeça, inoportunas na sua maioria. Uma guerra travada entre egos, vaidades e conceitos – meras interpretações que têm colocado na berlinda até mesmo os que dizem e afirmam praticantes de uma filosofia, ou outra, há décadas. A rigor, … Continuar lendo

Coronavírus, fechando parêntese.

Coronavírus, fechando parêntese. Fala-se muito em teoria da conspiração; as pessoas estão confundindo verdades e mentiras, crenças e desconfianças. Um paradoxo, na medida em que sempre haverá o lado contrário daquilo que alguém imagina ser a expressão da verdade. A carga exacerbada de informações controversas é a principal responsável pela drástica mudança de opiniões, daí … Continuar lendo

Coronavírus, abrindo parêntese.

Coronavírus, abrindo parêntese. Será que a “Nova Ordem Mundial”, que se desenha pungente, começa pela matança de idosos considerados pesados fardos a serem carregados pelas nações que precisam de força jovem, de trabalho produtivo? De fato, carregar milhões de idosos nas costas gera altíssimos custos aos seus países de origem. Além de esgotada a sua … Continuar lendo

COVID-19 – Décima primeira parte

COVID-19 – Décima primeira parte “Cães famintos uivarão à luz do dia anunciando a chegada da Besta – montada num cavalo de fogo. Surgirão pessoas dizendo-se possuídas de espíritos de luz, de entidades escatológicas; outras afirmando a reencarnação de vidas passadas, como as de médicos responsáveis por experiências macabras. Seja como for, a crença em … Continuar lendo

COVID-19 – Décima parte

COVID-19 – Décima parte “Eis que governos tentarão idiotizar os povos com finalidades dominantes. Culturas heterogêneas confundirão as mentes das pessoas, enquanto sistemas de naturezas desiguais, e com diferenças de estruturas, trabalharão as informações como espectros perigosos fossem. Lendas urbanas darão o matiz do desespero – evocações obsedantes serão constantes. Por fim, a imbecilidade terá … Continuar lendo

1º de julho de 1970

1º de julho de 1970. Sequestro do avião Caravelle PP-PDX da Cruzeiro do Sul fracassa na pista do Galeão. Os quatro sequestradores: Eiraldo Palha Freire foi baleado na ação e morreria uma semana depois. Os outros três, Fernando Palha Freire, Jessie Jane Vieira de Souza e Colombo Vieira de Souza Júnior, foram presos e condenados … Continuar lendo

Há 50 anos, eu estava aqui!

Era manhã de uma quarta-feira, 01 de julho de 1970. Acabara de sair de serviço no Esquadrão de Polícia da Aeronáutica, no Galeão, Rio de Janeiro (RJ). Foi um plantão difícil dada as circunstâncias impostas pelo momento político que passava o Brasil, e, sobretudo pela aguda instabilidade provocada pelo terrorismo em todo o território nacional. … Continuar lendo

Viagem sem volta.

Viagem sem volta. O voto é indivisível, expressa a vontade soberana do eleitor. Tanto que Bolsonaro foi eleito Presidente da República (38º) no segundo turno, em 28 de outubro de 2018, com 55,13% dos votos válidos. O total de 57,8 milhões de eleitores foi responsável por isso, que condenou o ex-capitão do Exército a governar … Continuar lendo

Perguntar não ofende!

Perguntar não ofende! Se você fosse dirigir uma palavra aos políticos, diria o quê? – Filhos das Putas. E se você falasse outra palavra? – Canalhas. Continua. – Escumalha. Fale mais. – Desgraçados. Fale outra coisa. – Miseráveis. Diga outra palavra. – Corruptos. Mais uma. – Pulhas. Continua. – Traidores. A última palavra, não, a … Continuar lendo

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se aos outros seguidores de 160