>
Arquivos

augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.
augustoavlis tem escrito 927 posts para Opinião sem Fronteiras

Consumo consciente e o impacto no meio ambiente – 2ª parte

Consumo consciente e o impacto no meio ambiente – 2ª parte Estamos em plena era do consumismo, e não há data pré-determinada pra acabar esse ciclo – que se iniciou no útero, onde o bebê se alimenta de tudo que a mãe come durante o tempo de gestação. Então, na verdade, o ‘processo consumista’ começou … Continuar lendo

Cogito, ergo sum

Cogito, ergo sum É a forma em latim da frase “Penso, logo existo”. Mais ao pé da letra, a tradução seria “Penso, logo sou”. O filósofo, físico e matemático francês, René Descartes (31/03/1596 – 11/02/1650) foi o autor da brilhante frase. Na língua latina, René Descartes era conhecido como Renatus Cartesius. Em francês, língua original … Continuar lendo

Ideia de jerico

Ideia de jerico Ainda está para aparecer uma pessoa que diga que nunca teve uma ideia de jerico. Todos nós já tivemos. Na paralisação dos caminhoneiros eu conheci um motorista desses carros tanques que esgotam (limpam, sugam) esgotos, que me disse o seguinte: “Se eu conseguir combustível para ir a Brasília eu jogarei toda essa … Continuar lendo

Consumo consciente e o impacto no meio ambiente – 1ª parte

Consumo consciente e o impacto no meio ambiente – 1ª parte Neste dia 05 de junho se comemora o “Dia Mundial do Meio Ambiente”. A data foi estabelecida em 1972 pela Organização das Nações Unidas (ONU) durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, realizada na cidade de Estocolmo, capital da Suécia, … Continuar lendo

Pequenos gestos, grandes exemplos.

Pequenos gestos, grandes exemplos. Parada na portaria principal do condomínio estava uma família, que resolvera dar um passeio de bicicleta numa manhã ensolarada de sábado. À frente um menino na sua bicicleta com duas rodinhas atrás; em seguida o seu pai levando o filho menor na cadeirinha da bike; faltava a mãe, distante dez metros … Continuar lendo

O mal passará

O mal passará Eu percebo que está faltando consciência crítica a todo mundo, pelo menos às pessoas que eu conheço, em parte. Fora dessa análise preliminar ficam os políticos profissionais e boa parte dos indivíduos que militam no campo jurídico, pois a única coisa que lhes falta é vergonha na cara, de modo que não … Continuar lendo

Antenado, bem informado.

Antenado, bem informado. As redes sociais nas eleições de 2014 tiveram um protagonismo nunca visto; exerceram um importante papel junto ao eleitorado brasileiro. A tecnologia a serviço da cidadania. Não resta dúvida que, sem entrar na questão do “fenômeno informacional” Fake News, houve também um acirramento nunca visto entre os simpatizantes deste ou daquele partido, … Continuar lendo

As aves que aqui gorjeavam

As aves que aqui gorjeavam “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”. Ruy Barbosa de Oliveira … Continuar lendo

Canto dos pássaros

Canto dos pássaros Longe de fazer prejulgamento ou externar juízo de valor, tomarei os devidos cuidados daqui pra frente, muito embora a Constituição de 1988 nos conceda uma garantia fundamental no que tange a liberdade da manifestação do pensamento (Art. 5º – IV). De todo modo, há de se considerar que esse “guarda-chuva” tem caráter … Continuar lendo

Amigos da onça

Amigos da onça Estava bebendo uns copos com um amigo comum de todos – se é que eu posso chamar esse FDP de amigo – e fui surpreendido com o seu (dele) desabafo: “Porra! Você (eu) só sabe falar de política; só sabe criticar os políticos; mete o cacete sem pena e sem dó. Será … Continuar lendo

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 153 outros seguidores

Anúncios