>
Arquivos

mudança

Esta tag está associada a 6 posts

Democracia em perigo

Sem Justiça não existem perspectivas de futuro porque quebra a ordem social. Sem política não há a conexão do cidadão com o Estado. Se marcharmos sem sair do lugar marcamos passo, a iniciativa fica tolhida, a ação se rende. Quando o otimismo se mostra exacerbado mais nos distanciamos da realidade. Observo um novo fenômeno despontar … Continuar lendo

Somos um país sem opções

Somos um país sem opções O Brasil vive uma crise de identidade sem precedentes. Buscamos as razões no auto-conceito e as respostas apresentam-se difusas. Existem muitas maneiras duma pessoa achar aquilo que é, ou aparenta ser, mas, no fundo mesmo, ninguém se conhece. Quando há dúvidas no seu pensamento ela segue outras pessoas, copia atos, … Continuar lendo

Imaginação Sociológica – 2ª parte

A influência do filósofo do Iluminismo, Montesquieu (Charles-Louis de Secondat, barão de La Brède e de Montesquieu. Nasceu na cidade de Brède em 18/01/1689 e faleceu em 10/02/1755 na cidade de Paris), foi praticamente decisiva na formação e no estudo posterior das Ciências Sociais. Antes de a Sociologia surgir como Ciência Humana, Montesquieu abordou com … Continuar lendo

A Saúde doente.

Por que só agora o governo federal está preocupado com a saúde da população? Anos, décadas se passaram e o que verificamos foi um amontoado de problemas que vão desde o descaso ao sucateamento do sistema de saúde. Serviços públicos que deveriam ser oferecidos ao povo com qualidade de ponta na mesma proporção dos impostos … Continuar lendo

Polítitica – 16ª Crônica

Mudança, transformação, alteração. Na verdade, estas três palavras querem dizer a mesma coisa, no seu significado, na sua essência. Os tempos mudam, assim como as suas estações, a cada ano que passa. Junto com eles, os tempos – pedaços momentâneos de histórias vividas –, atitudes, procedimentos, comportamentos, posturas, circunstâncias e reações em relação às pessoas … Continuar lendo

20ª Crônica

20ª Crônica De volta pra casa – 2ª parte Entrei no primeiro bar porque me deu uma vontade incontrolável de beber uma cerveja preta, desde que fosse amarga. Pintou um clima, uma onda de saudosismo que tomou conta de mim naquele momento. Queria a todo custo beber uma cerveja barriguda do tempo do meu pai … Continuar lendo

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 163 outros seguidores