>
Você está lendo...
Política

O avestruz e os peixes podres.

O avestruz e os peixes podres.

Pois bem, ser meticuloso não faz mal a ninguém – deixando claro que isso nada tem a ver com escrúpulos. Na quarta-feira, dia 18 de agosto (15h08min), portanto, 17 dias antes da redação da matéria « Eu posso abrir a boca?, eu tive a ideia de fazer um teste de “conhecimentos gerais” para medir o meu prestígio pessoal junto a determinado veículo de comunicação, apresentando-me como jornalista e, quem sabe, meus delírios registrados na língua portuguesa servissem pra alguma coisa, editados (em parte) pelo veículo contatado por e-mail. Quem abre mão do vínculo financeiro, na paralela, está “doando” os direitos autorais. Talvez isso tenha espantado a lebre, que ficou entocada, sem assobiar, guinchar ou berrar – Onomatopeia iiii iiiii. Reproduzir som não é fácil, sobretudo o ronco das ruas. O e-mail está reproduzido abaixo, sem sonoridade, em parágrafo único.

Augusto Avlis <augustoavlis@yahoo.com.br>

Para: redacao@revistaoeste.com

Quarta, 18 de agosto, às 15h08min

Boa tarde. O momento que o Brasil hoje está vivendo te dá três opções: dar uma de avestruz e enfiar a cabeça dentro do buraco pra não ver o que está acontecendo; fingir de morto; tentar não ser o último para não ter a obrigação de apagar a luz. Quem pensar na existência de uma quarta opção pode ficar certo de que nos seus calcanhares muitos traidores estarão agarrados. Sou jornalista, fiquei ausente do Brasil por algum tempo, mas sem desligar a tomada que me conecta à realidade dos fatos, sobretudo acontecidos nessas terras tupiniquins. Chego em meio a um fogaréu danado! Tenho verdadeira admiração pela forma como a Revista OESTE faz jornalismo através do seu brilhante quadro de profissionais. Desse modo, aproveitando o calor dos temas ora discutidos, com humildade, eu coloco as matérias publicadas no meu Blog opiniaosemfronteiras.com.br a vossa disposição. A configuração do Blog é ideal para a navegação em desktop; na homepage rápido trabalho de clicks. Em PESQUISA escreva Supremo Tribunal Federal e aparecerão 20 artigos publicados na CATEGORIA “Política”, que no total contém 672. Autorizo a Revista OESTE a publicar quaisquer artigos do meu Blog, com total liberdade e sem qualquer vínculo financeiro. Grato pelo retorno e oportunas opiniões.

Não houve retorno, muito menos opiniões. Provavelmente a redação da Revista OESTE tenha criticado a maneira como eu escrevi “Chego em meio a um fogaréu danado!”, achando correta a forma “Chego a meio dum fogaréu danado!”. Licença poética é outra coisa. Tenho a minha opinião formada, isso basta para o alimento do meu ego.

Pois bem, continuando meticuloso, na quinta-feira, 2 de setembro, às 13h21min, eu tive a ideia de fazer o segundo teste de “conhecimentos gerais” para medir o meu prestígio pessoal junto a outro veículo de comunicação, apresentando-me como jornalista juramentado. O segundo e-mail está reproduzido abaixo, também sem sonoridade, em parágrafo único.

Augusto Avlis <augustoavlis@yahoo.com.br>

Para: augusto@augustonunes.jor.br

Quinta, 2 de setembro, às 13h21min

Boa tarde. “Os peixeiros ficam o tempo todo espantando as moscas que sobrevoam os peixes podres sobre as bancas. O verdadeiro dono da feira, o povo, cansado de sentir mau cheiro, usará de sua força para removê-los, os peixes podres, e ainda fazer os peixeiros engolir as moscas”. Sabemos quem são os peixes podres, quais são os peixeiros e já identificamos as espécies de dípteros. Parabéns pelo seu brilhante profissionalismo. Se quiser me dar o prazer de visitar o meu Blog opiniaosemfronteiras.com.br eu me sentirei muito honrado. Na homepage, vá em (a) PESQUISA (canto superior direito) e digite Supremo Tribunal Federal. Lá encontrará 20 matérias interessantes. Fique à vontade. A propósito, são atemporais. Forte abraço.

Não houve retorno até agora, como também acredito que o meu xará não visitou o meu Blog conforme humildemente sugerido. Não tem problema algum, porque me considero recompensado por acompanhá-lo diariamente no programa Pingos nos is da Jovem Pan. Ademais, o mau cheiro vindo dos peixes podres poderia desestimular contatos futuros. A feira livre continua aos sábados.

Toda a semana eu limpo a caixa de e-mails (entrada, enviados, rascunhos quase sempre não tem nada) e jogo tudo na lixeira, que também é lavada. Dois desses e-mails enviados, que tiveram como endereçados a redacao@revistaoeste.com e augusto@augustonunes.jor.br, eu os direcionei para a pasta de Spam – são dois que se juntam aos mais de 100 bilhões de spams enviados diariamente por e-mail no mundo inteiro. Marcá-los como “Favoritos” seria demais!   

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 1.020 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 160 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: