>
Você está lendo...
Política

Ministro Teori Zavascki morre em atentado

Ministro Teori Zavascki morre em atentado

Quinta-feira, 19 de janeiro de 2017. O ministro Teori Albino Zavascki (Faxinal dos Guedes, Santa Catarina, 15 de agosto de 1948), relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, morreu na tarde de hoje, aos 68 anos, na queda do avião prefixo PR-SOM no mar de Paraty, sul do Rio de Janeiro, próximo da Ilha Rasa, que fica a aproximadamente dois quilômetros daquele litoral. A aeronave saiu do Campo de Marte, em São Paulo, as 13h01.

Às vésperas de homologar a delação coletiva da Odebrecht, um processo gigantesco que foge aos padrões de uma Suprema Corte, Teori Zavascki é vitimado neste “acidente” aéreo, que, a meu sentir, foi um atentado premeditado por “Forças ocultas” que seriam diretamente afetadas pela Operação Lava-Jato, sobretudo com a divulgação iminente do teor da delação do “Fim do Mundo”. As circunstâncias da queda do avião precisam ser investigadas com rigor máximo. De acordo informações prestadas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), o avião estava com toda a documentação regular, dentro dos prazos, com as inspeções em ordem, ultramoderno e seguro.

O filho do ministro, Francisco Prehn Zavascki, em rede social, confirmou a morte do pai em primeira mão: “Caros amigos, acabamos de receber a confirmação de que o pai faleceu! Muito abrigado a todos pela força!”. O presidente Michel Temer, há poucos instantes, leu uma nota e decretou luto oficial por três dias.

O triste episódio ainda está muito recente, de modo que o momento requer toda cautela nas declarações, contudo, eu não abro mão da minha opinião de atentado, independente do mau tempo na região no momento da queda (intensas chuvas). Muitos mistérios rondam a política brasileira: A morte do presidente Tancredo Neves, em 21 de abril de 1985, vítima de infecção generalizada, aos 75 anos. A morte do presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, em 22 de agosto de 1976, vítima de acidente de carro na Via Dutra, cidade de Resende, Rio de Janeiro. A morte do deputado federal Ulysses Silveira Guimarães, em 12 de outubro de 1992, vítima de acidente aéreo de helicóptero no litoral de Angra dos Reis, sul do Estado do Rio de Janeiro, sendo que o seu corpo nunca foi encontrado. A morte do candidato à Presidência da República nas eleições de 2014, Eduardo Henrique Accioly Campos, em 13 de agosto de 2014, quando o jato em que viajava do Rio de Janeiro a Guarujá, SP, caiu em um bairro residencial da cidade de Santos, litoral paulista. Agora chegou a vez do ministro do STF Teori Zavascki.

Todo o cuidado para que a relatoria da Lava-Jato não sofra solução de continuidade, portanto, o Supremo Tribunal Federal não deve aguardar a nomeação de novo ministro (que seria o herdeiro natural do processo) pelo presidente Michel Temer, que é citado por delatores na Lava-Jato, e sim, sortear um dos atuais 10 ministros para assumir o legado de Teori Zavascki – este sorteio poderia ocorrer também na 2ª Turma do STF, onde estava lotado Teori Zavascki e onde corria o processo da Lava-Jato. O STF reabre no próximo dia 01 de fevereiro, assim como o Congresso Nacional. Os políticos citados nas delações premiadas devem estar, com destacada satisfação, comemorando a morte do ministro Teori Zavascki. Qualquer nota que venha do Congresso será hipócrita. O mundo político se transformou num barril de pólvora com o estopim aceso.

As incontroláveis “Forças ocultas”, as quais mencionei no segundo parágrafo deste artigo, muito provavelmente infiltraram gente de confiança nas penitenciárias para “tocar o terror” com o propósito de desviar a atenção do país, e, na calada da madrugada, “prepararam” o avião no qual embarcara Teori Zavascki. O bimotor modelo Hawker Beechcraft King Air C90GT pode não ter tido qualquer tipo de problema técnico que justificasse a sua queda, porém, urge a necessidade que se faça uma Autópsia Forense no corpo do experiente piloto Osmar Rodrigues, de 56 anos, conhecido como Mazinho, porque há uma grande chance de ter ingerido antes do voo alguma estranha substância “plantada” na água ou no café pelas “Forças ocultas”, que provocasse num determinado espaço de tempo programado uma espécie de “pane mental”. Nenhuma possibilidade, nesse momento, deve ser descartada. Mistérios precisam ser revelados. Muita coisa ainda está por acontecer. O Brasil sangra.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 764 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 145 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: