>
Você está lendo...
Política

CPI da Petrobras entrega relatório final ao juiz Sérgio Moro

CPI da Petrobras entrega relatório final ao juiz Sérgio Moro.

Depois de oito meses de trabalhos inúteis, a Comissão Parlamentar de Inquérito, instalada na Câmara dos Deputados para apurar o gigantesco esquema de corrupção na Petrobras, encaminhou o relatório final ao juiz Sérgio Moro, na quinta-feira, 22 de outubro de 2015. O ato foi consignado pelo presidente da CPI, deputado federal Hugo Motta (PMDB-PB). Criança, sem personalidade, Hugo Motta é reconhecidamente o capacho de Eduardo Cunha, para não dizer coisa pior. Arrisco um palpite: Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, deve ter devolvido o documento aos parlamentares integrantes da CPI para que limpem o rabo com ele – e depois o comam, folha por folha, com direito a refresco de urina e alguns cubos de gelo. Os porcos chafurdam na pocilga Brasil durante as vinte e quatro horas do dia.

O deputado federal Luiz Sérgio (PT-RJ), relator da CPI do Petrolão, teve o seu nome citado no inquérito da Polícia Federal que apura desvios de R$ 100 milhões dos cofres da previdência dos funcionários dos Correios (Postalis) e da Petrobras (Petros), um esquema fraudulento perpetrado por políticos contra esses Fundos de Pensão. Segundo um dos delatores do crime, Reinaldo Souza da Silva, Luiz Sérgio recebeu R$ 10 milhões, idêntica quantia foi para o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) e R$ 30 milhões para os bolsos do presidente do Senado e do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). O inquérito da PF traz, ainda, o depoimento de um funcionário do grupo Galileo Educacional, empresa criada pela quadrilha para sangrar os recursos desses fundos. O inquérito da PF foi, ou será encaminhado ao Supremo Tribunal Federal porque envolve eminentes ladrões com prerrogativa de foro – tudo o que eles queriam pelas razões já conhecidas. O petista de carteirinha Luiz Sérgio participou do governo Dilma Rousseff, foi Ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais (de 01/01/2011 a 10/06/2011) e foi Ministro da Pesca e Aquicultura (de 10/06/2011 a 02/03/2012).

De sã consciência, como podemos levar a sério os trabalhos das CPIs, formadas por políticos irresponsáveis, corruptos, gente da pior espécie, que não tem compromisso com a verdade? São ratos imundos investigando ratos do mesmo esgoto. Em seu relatório, o relator Luiz Sérgio atacou abertamente o trabalho da força tarefa da Operação Lava-Jato, criticou sem meias palavras o que chamou de “excesso” de acordos de delação premiada e, como esperado, culpou as empreiteiras pelo cartel. O corrupto – sim, corrupto, porque quem defende corrupto, corrupto é pela auto-afirmação – do deputado Luiz Sérgio pediu, na maior cara de pau, a investigação de delegados que atuam na apuração dos fatos criminosos pelo vazamento das informações à imprensa. Este relator petista tentou “aprovar” um relatório no qual nenhum, repito, nenhum político era acusado ou indiciado pela participação no esquema de propinas na Petrobras. Na votação final do relatório, Luiz Sérgio teve que incluir cerca de 70 nomes, entre eles o do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso em Curitiba, para conseguir a aprovação do documento em última hora. Se não bastassem tantas manobras da mais suja política, Luiz Sérgio solicitou a criação de uma comissão especial da Câmara dos Deputados para discutir mudanças na Lei que permite a delação premiada (colaboração). Fica para os brasileiros honestos o sentimento de frustração, asco, repugnância, desprezo. Os corruptos que estão em cargos públicos, que prejudicam a nação e o povo, deveriam ser arrancados a fórceps. A pena de morte em praça pública para esses canalhas é pouca. Infelizmente, essa sentença não pode ser materializada pela nossa simples vontade. Se fosse possível, de certo qualificada como Legítima defesa (Faculdade necessária de que usa aquele que tem diante de si uma agressão injusta e real, ou iminente, à sua pessoa ou à sua honra, ou a direito próprio ou de terceiro, ao opor-lhe imediata, moderada e apropriada repulsa, para evitar a consumação de um mal maior irreparável, embora para isso pratique uma infração pela qual não é, entretanto, criminalmente responsável). Mas, podemos quebrar o sistema político-eleitoral para reconstruí-lo com um novo modelo de representatividade, basta os eleitores boicotarem as eleições – NINGUÉM VOTA – maneira mais pura e significativa de repúdio ao status quo reinante na política, que não dá sinais de acabar. A corrupção Made in Brazil é sistêmica e endêmica, institucionalizada e extremamente perigosa. Pagamos a conta.

Na quinta-feira, 26 de março de 2015, o presidente da CPI da Petrobras, deputado federal Hugo Motta (PMDB-PB), informou que a Câmara dos Deputados fechou um contrato com a consultoria Kroll no valor de R$ 1 milhão (dinheiro público) para “investigar” e “identificar” os recursos desviados da ex-maior estatal brasileira, que estejam em contas no exterior (paraísos fiscais). Lembro aos amigos leitores que a assinatura do contrato foi feita sem licitação. Hugo Motta justificou a dispensa do procedimento licitatório pelo critério da “inexigibilidade”, por se tratar de um serviço específico. Engana-me que eu gosto! Leia-se na reportagem de imprensa: “Ao explicar o modelo de contratação, ele ressaltou que o critério  adotado foi definido pela Diretoria-Geral da Câmara, responsável por cuidar de todos os contratos que envolvem a Casa. A Kroll foi alvo de investigação da Polícia Federal em 2004; o banqueiro Daniel Dantas foi acusado de contratar a empresa para espionar executivos da Telecom Itália”. Pergunto: Qual o resultado da investigação em termos práticos? A Kroll teria sido contratada por Hugo Motta com a missão de dar um “sumiço estratégico” das propinas de Eduardo Cunha?

Filhos das putas! Continuo afirmando que CPI significa “Coisa Pra Idiota”. Idiotas aqueles políticos que participam das Comissões; idiotas os interrogados; idiotas os citados no relatório final; idiotas os brasileiros que depositaram confiança nos resultados; idiota a Justiça, que não faz nada para impedir esse circo; idiotas a imprensa e a mídia em geral que fazem discursos pras pirâmides e manipulam a “dosimetria” das informações noticiadas. Perda de tempo, nada mais, além dos custos visíveis e invisíveis, pagos com dinheiro dos contribuintes. Nos últimos anos o Congresso Nacional se transformou em “Delegacia de Polícia”, que não apura nada, não prende bandidos e enaltece a impunidade, além do mais, o Delegado titular e os seus Inspetores estão comprometidos com o crime organizado, ou melhor, são partes integrantes. Parlamentares que enrolam, não legislam e ainda gozam da cara dos eleitores. Festival de bazófias e fanfarronices. Merecemos. No esgoto a céu aberto que se transformou a política brasileira, milhares de ratos roem o erário diuturnamente, impossível matar todos, porque tampas de bueiros estarão sempre abertas para acolher os ratos mais espertos no momento da fuga, e deles sair para continuar devorando o dinheiro público sem remorso ou piedade. O processo se auto-alimenta.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 700 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 145 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: