>
Você está lendo...
Política

O jumento e a besta quadrada

1O “Equus Africanus Asinus”, popularmente chamado de jumento ou de jumenta, é uma subespécie de mamíferos perissodátilos (Perissodactyla), normalmente de tamanho médio, com o focinho e as orelhas compridas – características singulares –, podendo ser sarabulhento como o Lula, que é o representante mais famoso da espécie e também o único jumento que não se deixa montar com certa facilidade e serve de carga pesada para os outros que não se consideram jumentos. Chamar o jumento de asno, de jegue, de jerico, ou de asno-doméstico não tem problema algum, porque, embora sejam nomes populares diferentes, são também dados ao jumento, que atende prontamente aos chamados. Já o burro (macho) e a mula (fêmea) são frutos do cruzamento entre o jumento e a égua. O bardoto (macho) e a bardota (fêmea) são frutos do cruzamento entre o cavalo e a jumenta. No mundo animal o ‘swing’ também se manifesta como prática aceitável. Os burros, as mulas, os bardotos e as bardotas são híbridos e inférteis – estes quatro animais quadrúpedes podem ser chamados de “bestas”; eles não se ofendem com quem os trata dessa maneira, ao contrário dos humanos.

Por “besta”, passa a pessoa insignificante, ridícula, pretensiosa, pedante, estúpida, obtusa, de pouca inteligência. Dilma Rousseff é um claro exemplo disso, ela causa um desconforto só pela sua infestada presença. A “besta quadrada” não consegue ser simpática com ninguém, Dilma não sabe o que é empatia. Com arrogância e destacada falta de humildade, a presidente da Copa & Cozinha vem errando na dose e no conteúdo – os seus coices, de intensidade diversa, vêm atingindo quem se arrisca passar por perto. Soma-se a tudo isso as suas constantes burrices e a gritante incompetência de gestão; se Dilma Rousseff cair de quatro ela não levanta mais, enquanto tiver capim fresco e grama molhada. Após as gigantescas manifestações do último domingo, 15, que levaram para as ruas do país mais de 03 milhões de pessoas, pedindo o impeachment da presidente e o fim da corrupção, entre outras reivindicações, Dilma Rousseff vem a público se manifestar, revivendo os seus tempos de luta contra a Ditadura Militar, externando felicidade por ver a liberdade de expressão nas ruas. A sua habilidade em mentir ela aprendeu com o professor Lula, ainda que não consiga disfarçar tão bem quanto ele.

“Ontem, quando eu vi centenas e milhares de cidadãos se manifestando, não pude deixar de pensar que valeu a pena lutar pela liberdade, valeu a pena lutar pela democracia. Este país está mais forte que nunca. Muitos da minha geração deram a vida para que o povo pudesse ir às ruas se expressar. Eu, particularmente, participei e tenho a honra de ter participado dos processos de resistência da ditadura”, disse Dilma Rousseff, que jamais assumiu ou confessou os seus crimes quando foi terrorista, guerrilheira, assaltante de bancos, sequestradora, assassina (participou do assassinato do soldado do Exército Mário Kozel Filho; planejamento do assassinato do capitão americano Charles R. Chandler, entre outros). Como boa petista, não assume a autoria dos maus feitos. Separei este “detalhe” da sua entrevista coletiva com a finalidade de comprovar que esses governantes tresloucados gostam de se fazer de vítimas. Graças a Deus que a presidente Dilma Rousseff, na sua condição de “besta quadrada” é um ser híbrido e infértil, de modo que os quadrúpedes que formam o seu governo podem se ajuntar, ligar, acasalar, manter relações carnais, ter cópula com ela que não haverá reprodução da espécie. A única coisa que o jumento do Lula exige é que a preferência da vez seja dele.

Nesta segunda-feira, 16, um dia após as manifestações, Dilma Rousseff afirmou que está disposta ao diálogo com todos os setores da sociedade, organizada e desorganizada. Saiu em defesa do seu governo e dos políticos que o compõem. Nesse mesmo dia, o Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Soldatelli Rossetto (PT-RS), fazendo juz à sua experiência de sindicalista, em nota divulgada naquela noite, subiu o tom quando se referiu ao senador Aécio Neves (PSDB-MG): “No meu planeta Brasil, 54,5 milhões de brasileiros derrotaram o senador Aécio Neves quando elegeram Dilma Rousseff para presidir o país. O senador ainda tem dificuldades de reconhecer essa derrota. Ao invés de flertar com o golpe, deveria respeitar a vontade do povo brasileiro e a democracia. Nos próximos quatro anos, o programa que o povo brasileiro escolheu nas eleições vai ser cumprido”. Certamente um coice vindo de um jumento marcado a ferro em brasa com a estrela do PT. Outro jumento marcado a ferro em brasa com a estrela do PT, o líder do partido na Câmara, deputado federal Sibá Machado (PT-AC), escreveu em sua página no Facebook no último sábado, 14, que a CIA, Agência Norte-americana de Inteligência, está por trás das manifestações programadas para o domingo, 15, contra a presidente Dilma Rousseff e contra a corrupção. “Suspeito que a CIA esteja coordenando a campanha pelo enfraquecimento dos governos da América do Sul ‘não alinhados’, tal como fizeram para instalar as ditaduras militares nos anos 60. A Orquestra é completa!”.

O jumento do Lula, dono do ferro em brasa com a estrela do PT, está escondido num canto qualquer do curral Brasil orquestrando as suas próximas cópulas com o PMDB na tentativa de reverter o quadro negativo no qual está pintada a cara feia da sua afilhada política Dilma Rousseff, que, na recente pesquisa do Instituto Datafolha, amarga uma avaliação desastrosa do seu governo, 62% dos brasileiros consideram a sua gestão como ruim ou péssima. Para se ter uma ideia da catástrofe, é o mais alto índice de reprovação de um governo desde o mês de setembro de 1992, às vésperas do impeachment do então presidente da República Fernando Collor de Mello, que atingiu 68%. Tudo indica que Dilma Rousseff em poucos dias superará essa marca. Fernando Affonso Collor de Mello (PTB-AL) se elegeu senador em 2007 (até a atualidade) e tem o seu nome citado na lista do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, recomendando abertura de inquérito pelo seu envolvimento no escândalo do Petrolão. Os brasileiros que não se consideram jumentos, jumentas, asnos, jegues, jericos, asnos-domésticos, cavalos, éguas, burros, mulas, bardotos, bardotas, tem por obrigação de acompanhar os desdobramentos da Operação Lava-Jato, cobrar punição no rigor das Leis para todos os culpados e promover novas manifestações gigantescas até que a “Besta-mor” deixe a presidência da República e volte a habitar o curral donde saiu.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 638 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

2 comentários sobre “O jumento e a besta quadrada

  1. Considerando a comparação desses dois a um animal, digo que esses animais serviram a humanidade ao longo dos tempos, sendo subservientes e fazendo o seu papel de trabalhador, honesto, o que não se aplica a essa quadrilha, que nunca trabalhou e levou a dignidade, respeito, e moral do seu povo.

    Publicado por nair | 19/03/2015, 22:30

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 157 outros seguidores

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: