>
Arquivos

Arquivo para

Um Dia de Fúria – parte III

Vocês devem ter percebido que nas duas primeiras partes eu mantive o mesmo tópico frasal, mas isso tem uma explicação. Em primeiro lugar, quando a matéria é dividida em partes, é muito comum o leitor começar a leitura por alguma parte que não seja a primeira, portanto, a primeira oração – ou os dois períodos … Continuar lendo

Os Loucos

Apresentação: Zé e Mané, dois loucos considerados sadios mentalmente, são plenamente normais numa sociedade de anormais. De cientista e louco cada um tem um pouco. Rimou. Inventar e surtar todo mundo tem o direito, mas, o problema está na escolha da hora certa para manifestar as invenções como cientista e as loucuras como louco. Geralmente … Continuar lendo

Imaginação Sociológica – 10ª parte

Quando a gente pressente que vai morrer, quando o fim está próximo, tem vontade de reviver o passado, de estar nos lugares onde esteve antes, de encontrar as mesmas pessoas que nos fizeram rir ou chorar, e que de certa forma foram responsáveis pelo que somos hoje. Algumas já partiram desta vida, outras pessoas aguardam … Continuar lendo

Imaginação Sociológica – 9ª parte

Por quê? Como isso é possível? Perguntamo-nos constantemente sem que as respostas estejam ao nosso alcance – ficamos sem saber. Questionamentos que nos levam a supor, admitir hipoteticamente certas coisas, talvez por isso nasçam os conflitos interiores, que distorcem fatos, desvirtuam a intenção ou o sentido de algo. Sofremos calados. O inevitável “encontro consigo mesmo” … Continuar lendo

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 145 outros seguidores