>
Você está lendo...
Fatos em Foco, Política

Myrian Rios – Uma vez gostosa, sempre gostosa!

titulo

Miriam Rios

Confesso, aos pés da cruz, que já me masturbei algumas dezenas de vezes ao folhear as revistas masculinas nas quais essa belezoca mostrava o seu esplendoroso corpinho, e olha que algumas punhetas foram sequenciais, de dar calos nas mãos. Como não tenho a mínima intimidade com o padre da paróquia do meu bairro, porque nunca depositei dinheiro na sacolinha da igreja nos dias de missa, portanto, não posso confessar esse meu pecado original – os outros também não! Aproveito o espaço do meu Blog como confessionário e assim conto o segredo, guardado no fundo da minha alma de pecador contumaz e confesso. Pensando bem, acho que todos os homens (aqueles que gostam) desse meu Brasil pecaram junto comigo, de sorte que, se todas as ejaculações ocorressem ao mesmo tempo, provocariam um Tsunami de esperma. Deixo claro aos meus 21 leitores que não estou sendo obsceno, pois não, apenas permito-me usar o recurso da “Licença Poética”. Além do mais, ultimamente as pessoas deram para escrachar quem quer que seja, transformam em saco de pancada o escolhido ou a escolhida da vez. Coisa interessante a fábula “A Raposa e as Uvas”. Tudo aquilo que não está ao nosso alcance costumamos depreciar – deixa pra lá, mera filosofia. Um amigo lusitano falou-me certa vez: “Essas beldades não passam de carne fresca que está fora da geladeira, portanto, apodrecendo ao tempo, além do reto cheio de fezes, e é justamente a partir dele que seremos carcomidos pelos vermes”. Ele foi um dos que não conseguiram comer a Myrian Rios.

chargeAgora, a ex-atriz da nudez toda pura, e atual Deputada Estadual (RJ), Myrian Rios, está sendo apedrejada por causa de um insignificante Projeto de Lei (vide abaixo), de sua singular autoria, sugestivamente intitulado “Programa de Resgate de Valores Morais, Sociais, Éticos e Espirituais”, mais conhecido como “Lei da Moral e dos Bons Costumes”. Coitada, fico com pena dela, não merece ser maltratada por um grupo de ignorantes desqualificados. Provando que quero o seu bem, farei com que se reúna com a ex-atriz pornô “Vivi Ronaldinha” que lhe contará (em testemunho) como se tornou missionária, ensinando-lhe o caminho das pedras, ou melhor, como fugir delas. Vivi Ronaldinha poderá aperfeiçoar a referida Lei. Há quem diga que, pelo seu passado, a Deputada Myrian Rios não teria autoridade para formular e propor um Projeto de Lei como esse. Depende. Na maioria das vezes o passado das pessoas as condena, além de incomodar. Somos julgados pelo que fizemos e não compreendidos pelas intenções. Diz a máxima: “Quem não tiver pecado que jogue a primeira pedra”. A interpretação dos fatos pode aproximar, as putas com sentimento, das Madalenas arrependidas do século XXI. De um modo geral, o assunto tem gerado polêmica, não poderia ser diferente pelas circunstâncias que o envolvem. Não fosse a vida pregressa de Myrian Rios, ninguém pegaria no seu pé. Esse inocente Projeto de Lei veio à baila porque a sua autora foi justamente a gostosa Myrian Rios, há tempos mergulhada no rio da imbecilidade onde projetos de similar contestação boiam.

PROJETO DE LEI Nº 573/2011

EMENTA: INSTITUI O “PROGRAMA DE RESGATE DE VALORES MORAIS, SOCIAIS, ÉTICOS E ESPIRITUAIS” NO ÂMBITO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

Autora: Deputada MYRIAN RIOS.

A  ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLVE:

Art. 1º. Fica instituído o “Programa de Resgate de Valores Morais, Sociais, Éticos e Espirituais” no âmbito do Estado Rio de Janeiro.

Parágrafo Único: O Programa deverá envolver diretamente a comunidade escolar, a família, lideranças comunitárias, empresas públicas e privadas, meios de comunicação, autoridades locais e estaduais e as organizações não governamentais e comunidades religiosas, por meio de atividades culturais, esportivas, literárias, mídia, entre outras, que visem à reflexão sobre a necessidade da revisão sobre os valores morais, sociais, éticos e espirituais.

Art. 2º. O Poder Executivo deverá firmar convênios e parcerias articuladas e significativas, com prefeituras municipais e sociedade civil, no sentido de possibilitar a execução do cumprimento ao disposto nesta lei, com os seguintes objetivos:

I   – Promover o resgate da cidadania.
II  – Promover o fortalecimento das relações humanas.
III – Valorização da família, da escola e da comunidade como um todo.

Parágrafo Único: Serão desenvolvidas ações essenciais que contribuam para uma convivência saudável entre pessoas, estabelecendo relações de confiança e respeito mutuo, alicerçada em valores éticos, morais, sociais, afetivos e espirituais, como instrumento capaz de prevenir e combater diversas formas de violência.

Art. 3º. O programa disposto no caput do Artigo 1° terá como órgão gestor a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos.

Art. 4º. As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas, se necessário.

Art. 5º. O Poder Executivo regulamentará esta Lei no prazo de 120 dias, a contar da data de sua publicação.

Art. 6º. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogados as disposições contrárias.

Plenário Barbosa Lima Sobrinho, 09 de junho de 2011.

Deputada MYRIAN RIOS

JUSTIFICATIVA

Infelizmente, a sociedade de uma maneira geral vem cada dia mais se desvencilhando dos valores morais, sociais, éticos e espirituais. Valores esses que são de extrema importância para que nossa sociedade caminhe para o crescimento. Sem esse tipo de valor, tudo é permitido, se perde o conceito do bom e ruim, do certo e errado. Perde-se o critério do que se pode e deve fazer ou o que não se pode. Estamos vivendo em um mundo onde o egoísmo e a ganância são predominantes. Na busca de um mundo melhor o programa, descrito nesse projeto, objetiva formular proposta de ações educativas e sugestivas, direcionadas à criança, jovens e adultos despertando uma grande mudança na sociedade fluminense. Diante dessa realidade, a criação do programa supracitado, que tem como objetivo principal conscientizar e reinserir valores de suma importância para que possamos construir um futuro melhor, onde haja principalmente respeito pelo próximo. Nesse sentido é que solicito aos meus nobres colegas a aprovação desse projeto de lei, pois o ganho social é de extrema importância para todos.

______

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), sancionou o Projeto de Lei nº 573/2011, descrito acima, transformando-o em Lei nº 6394, assinada em 16 de janeiro de 2013 e publicada no Diário Oficial do Estado no dia seguinte, quinta-feira, 17/01/2013. A aplicação do programa caberá ao petista Zaqueu Teixeira, Secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, que discutirá o Modus Operandi da Lei em questão. De certo, a experiência de Zaqueu Teixeira (foi sargento especialista da Aeronáutica de 1980 a 1993, quando se tornou delegado. Em 2002 foi convidado pela então governadora Benedita da Silva para assumir a chefia da Polícia Civil) lhe será muito útil no “fortalecimento das relações humanas”, ainda mais que o Art. 4º estabelece: “As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas, se necessário”. É bom lembrar aos eleitores desavisados que o adjetivo “Suplementar” significa: Que serve de suplemento, crédito suplementar, que se acrescenta, adicional, que amplia, que completa. Portanto, NÃO faltará dinheiro público para a operacionalização dos valores morais, sociais, éticos e espirituais (NÃO especificados) que estão sendo propostos por esse governo devasso. Ainda bem que a Lei só está no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, cuja sociedade caminhará rumo ao crescimento com esses valores, como apregoa a pudorosa autora Myrian Rios. Essa mesma criatura não falou quais ações essenciais, educativas e sugestivas direcionadas às crianças, aos jovens e aos adultos. Não é difícil supor algumas: que as crianças continuem brincando nas ruas e deixem de ir à escola; que os jovens escolham os traficantes como pais de aluguel; que os adultos se contentem com o programa Bolsa Família do governo federal – enquanto isso, os políticos do Rio de Janeiro saberão como desviar a verba destinada à “Lei da Moral e dos Bons Costumes”, a essa altura já empenhada.

O escritor, jornalista e autor de novelas e peças de teatro, Walcyr Carrasco, criticou o projeto da Deputada Myrian Rios. Leia o texto abaixo.

A nova onda conservadora

Muita gente, diante dos discursos e posturas da deputada Myrian Rios (PSD-RJ), acha que ela é simplesmente obtusa. Discordo. A trajetória da deputada prova que burra não é. De atriz sem talento, que posou nua, tornou-se paladina da moral e dos bons costumes. Não é uma trajetória incomum. Mulheres que exibem a sensualidade muitas vezes vivem o que chamo de síndrome de Maria Madalena. Arrependem-se do passado, tornam-se defensoras dos mais rançosos princípios morais e de uma pretensa espiritualidade. É um duplo efeito da lei da gravidade: enquanto o peito cai, o espírito se eleva. Exemplo disso foi Elvira Pagã, vedete do teatro rebolado, primeira a usar biquíni na praia: na maturidade dedicou-se a pintar quadros esotéricos. Já vi acontecer muitas vezes com diabinhas menos famosas. De tão universal, botei a personagem na novela Gabriela, exibida no ano passado pela Globo. “Dorotéia”, interpretada pela atriz Laura Cardoso, não existia no romance original de Jorge Amado. Mas tinha a ver com seu universo. Era a vigilante da moral e dos bons costumes na Ilhéus dos anos 1920. Fiscalizava o comportamento das sinhás e suas filhas e denunciava qualquer transgressão. No final, descobriu-se que na juventude fora prostituta e dançava nua nos cabarés. Magnificamente interpretada por Laura, “Dorotéia” tornou-se ícone na internet, com seus comentários moralizantes.

Conheci Myrian Rios rapidamente quando era casada com o cantor Roberto Carlos. Usava uma microssaia espantosamente curta. Mais tarde se tornou missionária e elegeu-se deputada com o apoio evangélico. Faz pouco, teve sancionada pelo governador Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro, a lei que estabelece o “programa de resgate de valores morais, sociais, éticos e espirituais”. Ninguém sabe exatamente do que se trata esse programa. Mesmo porque a espiritualidade não é regida pelo Estado. Como Sérgio Cabral não se elegeu papa, nem é bispo evangélico ou babalorixá, nem sequer imagino o que pretenda fazer quanto à lei que sancionou. Myrian Rios foi criticada nas redes sociais. Nem é a primeira vez: no passado, insinuou que os homossexuais seriam pedófilos, provocando revolta generalizada. Mas sinto que não está sozinha nessa cruzada moralista. Uma onda conservadora assola o país. Com frequência, o discurso moral ocupa o lugar do político. Na eleição para a prefeitura em São Paulo, o então candidato e atual prefeito, Fernando Haddad (PT), foi acusado pelo candidato José Serra (PSDB) de tentar distribuir um “kit gay” quando ministro da Educação. Aliás, em 2010, o “kit gay” deixou de ser distribuído após pressão da bancada evangélica.

Há outras evidências: agressões e assassinatos de homossexuais são frequentes; surgiu um movimento contra a legalização da prostituição, proposta pelo deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ). Como se estar a favor da legalização equivalesse a defender a prostituição em si. E não somente desejar que as prostitutas tenham direitos como outros trabalhadores.

Pessoalmente, sempre fui muito próximo dos evangélicos. Meu falecido tio Domingos, irmão de minha mãe, foi pastor presbiteriano. Tive um primo missionário na África. Como cristão, aprendi a conviver com quem tem ideias diferentes das minhas. Só não acredito em impor o que a gente pensa ou agredir quem vive de forma diversa. Ultimamente surgiu o evangélico radical. Fundamentalista, que branda princípios supostamente retirados da Bíblia. Embora a doutrina cristã possa ser resumida em “Amai ao próximo como a ti mesmo”. Historicamente, o cristianismo implica abandono do “olho por olho, dente por dente” do Antigo Testamento e propõe uma sociedade mais tolerante. Mas os novos fundamentalistas querem punir, proibir. Políticos não evangélicos – incluindo os que estão em cargos de poder – obedecem, para manter coalizões. O filme Os deuses malditos, de Luchino Visconti (1969), mostra a ascensão do nazismo por meio da manipulação de uma família. Mostra os pequenos e grandes fatos que conduziram a Alemanha naquela direção. Agora, sinto um cheiro ruim de autoritarismo no ar. Há um recuo com relação a conquistas que implicavam na convivência entre os diferentes – a base da democracia, afinal. Quando uma lei pela moral e pelos bons costumes é sancionada, a agressão foi à sociedade. A deputada Myrian Rios é a ponta de um iceberg. Eu me pergunto: o que leva uma pessoa a achar que tem o direito de dizer como outra deve pensar e viver?

Pergunto: Precisa de Lei para regulamentar a Moral e os Bons Costumes? Se cada um olhasse para o seu próprio rabo, enfim… E por falar em viver, “recordar é viver”. As Leis nesse país foram feitas para NÃO serem cumpridas; a impunidade que o diga. São milhares delas, esquecidas pelo Poder público e desconhecidas da população, mas elas existem, sobretudo para favorecer grupos de interesse e facilitar o desvio de recursos em todas as esferas de governo. Myrian Rios foi eleita em 2010 pelo PDT (Partido Democrático Trabalhista), depois trocou o partido pelo PSD (Partido Social Democrático), que faz parte da base do governo. A fidelidade não é credo seguido pela Deputada, de sorte que o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, deve abrir bem os olhos porque Myrian Rios é a “Dorotéia” da vez, e alguém pode descobrir que o eminente governador não é o único que está “pegando” a Deputada. Ou estou enganado? Uma vez gostosa, sempre gostosa! Como disse a raposa:

“Na verdade, olhando com mais atenção, percebo agora que as Uvas estão todas estragadas, e não maduras como eu imaginei a princípio…”.

Augusto Avlis

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

4 comentários sobre “Myrian Rios – Uma vez gostosa, sempre gostosa!

  1. O fortalecimento da estrutura da família não é prioridade para o poder constituído. A sociedade também sofreu muito com a inclusão da mulher no mercado de trabalho de forma maciça. As famílias estão perdendo cada vez mais seus alicerces, além de não ter bons exemplos de moral e ética de onde mais deveria ter, dos próprios governantes e magistrados do nosso esplendoroso país. Viva!

    Publicado por Thiago Pontara | 04/02/2013, 10:17
    • Concordo plenamente. Porém, a manutenção desse Status Quo (desestruturação familiar), somada a uma plataforma de ensino de péssima qualidade, é objetivo do sistema de poder reinante para que nele os políticos possam se perpetuar, com o próprio aval dos desfavorecidos.

      Publicado por augustoavlis | 04/02/2013, 10:54
  2. O governo cria tantas bolsas e benefícios para seus integrantes, “auxílio isso”, “auxílio aquilo”, por que não criam um auxílio mãe educadora? Programa de Auxílio a Mãe Educadora – ProMãe

    Publicado por Thiago Pontara | 04/02/2013, 10:20
    • Não há interesse político que aponte nesse sentido, de sorte que “fazendo o B + A = BA”, o governo consegue os seus intentos, por outro lado, a sociedade, que se diz organizada, além de não exigir os seus direitos, não participa dos Projetos de Lei como devereia.

      Publicado por augustoavlis | 04/02/2013, 10:58

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se aos outros seguidores de 159

%d blogueiros gostam disto: