>
Você está lendo...
Fatos em Foco

COVID-19 – Décima segunda parte

COVID-19 – Décima segunda parte

Profecias

1

“Eis que dos Céus descerá a escuridão. Da semeadura da morte haverá colheita de corpos, que serão lançados nas fornalhas. Espíritos vagarão; os sobreviventes praguejarão. A fé desaparecerá no momento de a salvação ser impossível. Sedentos por água os homens beberão sangue; na dor da fome comerão carniça, e quando esta faltar devorar-se-ão entre si. Quando os Céus se abrirem não restará mais vida sobre a Terra, tampouco pedra sobre pedra, mais nada!”.

2

“Nos tempos da ignorância, Anticristos transformaram o nome de Deus em mercadoria vendável – e enriqueceram nos seus templos de barro. Com novas fisionomias, eis que ressurgirão das cinzas, reafirmando vãs promessas. Por vós, a escolha foi feita. Tardio o grito de súplica. Deus disse: ‘Eu não vos abandonei, vós praguejastes diante do insólito e agora colheis os maus frutos’. Filhos chorarão a morte dos seus pais biológicos, até que sequem totalmente as lágrimas; pais não terão tempo de chorar. Com seus corpos pútrefos, Zumbis invadirão as vossas casas e delas vos expulsarão”.

3

“Homens de maus instintos, possuídos de espíritos malignos, provocarão guerras por toda parte. O fogo da pólvora será substituído por organismos acelulares, vírus biológicos. Fluídos venenosos carcomerão as vísceras humanas – homem a homem, um a um, cairá formando amontoados de carne sem vida. Uma ameaça sem rosto. A manifestação da Besta está presente entre os humanos. Não há como fugir; todo caminho levará à morte, cuja sombra cobrirá toda a Terra. Surgirão novas pragas, ainda mais letais!”.

4

“Eis que da Ásia Oriental virá uma hecatombe, que não será o sacrifício de cem bois. Catástrofes em proporções gigantescas se avizinham, provocando significativa redução populacional da Terra. Seria este acontecimento uma interferência interplanetária sobre nós, sobre o nosso destino? Sem respostas perguntas ficarão. Os pensamentos são forjados segundo visões particulares, e estas projetam diferentes realidades. Frente ao desconhecido, perplexos ficaremos; a impotência tornará as ações inócuas; a humanidade não saberá a quem pedir ajuda. Os homens ajoelharão e deitarão a cabeça sobre o cepo”.

5

“Em pó transformar-se-á todo o dinheiro da Terra, porque dele os homens não necessitarão. O ouro perderá o brilho e as pedras preciosas voltarão ao seu estágio primitivo. No início, a compaixão pelo sofrimento doutra pessoa motivará a oferta de alimentos; em seguida, a troca das sobras imposição; por fim, uma batata valerá uma vida humana. O pão desaparecerá das mesas. Ossos alimentarão as chamas por indefinido tempo”.

6

“Eis que uma grande potência curvar-se-á diante de outra. O poder da economia mundial mudará de mãos; as superpotências trocarão de lado; o desequilíbrio das forças desencadeará guerras entre países, até que todas as nações nos conflitos estejam envolvidas. O que se ganhou se perderá; o que se perdeu jamais será reconquistado. As lavas que emergirão do escaldante Inferno farão a Terra vermelha, os Céus negros e as almas agonizantes”.

7

“A efemeridade da vida não aplacará o ímpeto da ganância, muito pelo contrário, a ambição recrudescerá. Nações priorizarão os seus tesouros em detrimento de povos fragilizados. As fronteiras entre países fechar-se-ão. O sentimento de comoção prevalecerá entre os mais pobres em momentos de tragédias, enquanto os mais abastados, opulentos, os incentivarão nesta prática. O ‘ser’ e o ‘ter’ entrarão em conflito – haverá um lado perdedor. Cada ser humano terá que conviver com isso. Arrependimentos não receberão perdão”.

8

“Para conquistar a supremacia mundial uma superpotência ceifará milhões de vidas humanas – impotente, o mundo observará. Eis que o agressor não será admoestado face à intensidade da ameaça; na sua missão não será impedido. Vozes levantar-se-ão; gritos abafados seguir-se-ão; o silêncio prevalecerá. Tudo será uma questão de tempo; resistir inútil. Para misteriosas doenças, tratamentos desconhecidos – o impacto será global; escapar totalmente impossível. Profissionais da Saúde, infectados pela nova guerra biológica, engrossarão as estatísticas de mortos. Dominados de alguma forma, os sobreviventes jamais esquecerão”.

9

“Pessoas haverá no mundo que não levarão a sério a gravidade da pandemia; outras debocharão explicitamente dessa enfermidade epidêmica amplamente disseminada, achando-se totalmente imunes, certas de que não se deixarão atingir, ainda que o vírus não escolha as suas vítimas ou dê qualquer aviso prévio. Veremos maus exemplos sendo dados por autoridades governamentais em meio a crises políticas plantadas, enquanto, sob seus olhos, aumentam as estatísticas de cadáveres em todo canto do planeta”.

10

“Eis que governos tentarão idiotizar os povos com finalidades dominantes. Culturas heterogêneas confundirão as mentes das pessoas, enquanto sistemas de naturezas desiguais, e com diferenças de estruturas, trabalharão as informações como espectros perigosos fossem. Lendas urbanas darão o matiz do desespero – evocações obsedantes serão constantes. Por fim, a imbecilidade terá predominância nos comportamentos individuais ou coletivos. A ‘aldeia global’ fechará as portas e os rebanhos humanos prontos para o abate – aos mugidos intermitentes”.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 984 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se aos outros seguidores de 160

%d blogueiros gostam disto: