>
Você está lendo...
Fatos em Foco

COVID-19 – Décima parte

COVID-19 – Décima parte

“Eis que governos tentarão idiotizar os povos com finalidades dominantes. Culturas heterogêneas confundirão as mentes das pessoas, enquanto sistemas de naturezas desiguais, e com diferenças de estruturas, trabalharão as informações como espectros perigosos fossem. Lendas urbanas darão o matiz do desespero – evocações obsedantes serão constantes. Por fim, a imbecilidade terá predominância nos comportamentos individuais ou coletivos. A ‘aldeia global’ fechará as portas e os rebanhos humanos prontos para o abate – aos mugidos intermitentes”.

Augusto Avlis

Li Wenliang, um mártir da insensatez humana. Li Wenliang, nascido em 12/10/1986 na cidade de Beizhen, província centro-oeste de Liaoning, morreu jovem, aos 33 anos, 07/02/2020, em uma sala de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Central de Wuhan, onde trabalhava. Médico oftalmologista chinês, uma das primeiras vítimas do Novo Coronavírus, cujo surto ele próprio tentou alertar, não só a China, como o restante do mundo. Qual foi o seu crime? Esse. Por ter sido a primeira pessoa a alertar as outras sobre a premente pandemia causada pelo COVID-19, um novo vírus que assombraria o Planeta em razão do seu alto poder de morticínio.

O regime comunista revela a sua crueldade quando se sente ameaçado de alguma forma. Ações repressivas, perseguições, uso de força excessiva pelo Estado, sentenças de morte, execuções; essas são algumas atitudes tomadas por sistemas totalitários. Na China não é diferente. Tanto é que no dia 03 de janeiro de 2020 a Polícia da cidade de Wuhan convocou o médico Li Wenliang e o advertiu severamente “por estar fazendo falsos comentários na Internet”, obrigando-o a assinar um documento no qual ele, Li Wenliang, “assumia a denúncia feita como um boato ilegal e infundado”. Os pouco mais de 600 mil habitantes da cidade de Beizhen, onde nasceu Li Wenliang, terão apenas três informações; primeira, Causa do falecimento: Coronavírus (COVID-19); segunda, Data do falecimento: 07 de fevereiro de 2020;  e, terceira informação, Local do falecimento: Hospital Central de Wuhan. As pessoas serão impedidas de comentarem abertamente sobre o assunto, e talvez proibidas pelo regime comunista de colocar uma estátua de Li Wenliang na principal praça da cidade de Beizhen em sua homenagem.

O Coronavírus já matou no mundo mais pessoas do que o número de habitantes da cidade de Beizhen, onde nasceu Li Wenliang. Há dois dias as estatísticas apontam para 800.000 mortes e 23 milhões de infectados. O que têm a dizer as autoridades? “Eis que governos tentarão idiotizar os povos com finalidades dominantes”.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 979 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se aos outros seguidores de 160

%d blogueiros gostam disto: