>
Você está lendo...
Política

Ideia de jerico

Ideia de jerico

Ainda está para aparecer uma pessoa que diga que nunca teve uma ideia de jerico. Todos nós já tivemos. Na paralisação dos caminhoneiros eu conheci um motorista desses carros tanques que esgotam (limpam, sugam) esgotos, que me disse o seguinte: “Se eu conseguir combustível para ir a Brasília eu jogarei toda essa merda que está aqui dentro do tanque diretamente na rampa do Palácio do Planalto”. Essa é uma ideia de jerico, mas, se realizada seria digna de prêmio por criatividade. Eu sugeri ao tal caminhoneiro que reservasse um pouco da merda para jogar também no Congresso e no Supremo. Ele gostou da ideia e falou que chamaria mais dois colegas da mesma atividade para reforçar o estoque de merda.

Jericos, jumentos ou burricos existem de montões no Brasil. Esses animais quadrúpedes têm a faculdade de pensar, ao seu modo, são bichos muito inteligentes. Jericos, jumentos ou burricos na classificação humana também pensam nas próximas merdas que farão.

O presidente das mulas e asnos, Michel Temer, não só teve uma ideia de jerico como está se comportando como tal. O governo ameaçou “usar todo o poder de polícia” para garantir que o desconto de R$ 0,46 por litro de óleo diesel chegue às bombas de gasolina. Esta é ou não é uma “ditadura branca” – e ainda dizem que vivemos numa democracia. O Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general da reserva Sérgio Etchegoyen, não só confirmou a ameaça como a ratificou junto à imprensa, anunciando que, a partir de agora, o governo “estará focado na fiscalização do desconto do preço do óleo diesel diretamente nas bombas de gasolina” e que usará todo o poder de polícia para garantir aos consumidores a tal redução negociada com os caminhoneiros. Notícias dão conta que os governadores também serão ameaçados caso não reduzam a alíquota do ICMS.

O jumento me fez uma pergunta e eu fiquei sem saber o que responder. O que o governo quis dizer quando ameaçou “usar todo o poder de polícia”? Não sei. Por isso, eu estou repassando a questão para o jerico maior. Penso que talvez usar canhões, navios de guerra, caças F5F da FAB (esse não, porque caiu um na manhã do dia 24/05 último na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, quando fazia um voo de instrução). É melhor esperar os 36 caças suecos Gripen NG comprados pelo Brasil com a “ajudinha corrupta” do Lula que exerceu com a devida competência tráfico de influência nos dois governos.

Lula, preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, está com saudades do seu jegue de estimação – como bom nordestino, não vive sem o jegue, animal de carga do sertão. Vez ou outra, na sua cidade natal, Caetés (Pernambuco), Lula alternava a montaria com o quadrúpede querido. Só falta agora o jumento montar no Michel temer – se o jumento se negar o general Sérgio Etchegoyen o ameaçará com todo o poder de polícia.

URGENTE, direto de Brasília: Um burrico acaba de dar uma importante informação. O governo gastou R$ 32,1 bilhões do dinheiro público, entre os meses de junho e outubro de 2017(soma das concessões e medidas do governo), para atender às exigências da base política em troca do “não acolhimento” pela Câmara dos Deputados das duas denúncias criminais contra o presidente Michel Temer. Uma negociação política espúria com parlamentares que teve um custo elevadíssimo aos cofres públicos para “barrar” o prosseguimento das acusações do MPF. Segundo o pensante burrico, essa montanha de dinheiro poderia ser usada na atual crise do óleo diesel, que ninguém sabe como terminará a queda de braço do tabelamento de preço. “O governo pensa que o povo é burro, boa parte desses R$ 32,1 bilhões foi para os bolsos dos políticos corruptos que venderam a alma ao jerico” – completou o burrico.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 914 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 157 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: