>
Você está lendo...
Política

Sou brasileiro

Sou brasileiro

Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

De novo, outra vez…

Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

Entoamos este cântico, este hino arrepiante nos campos de futebol sangrentos, majestosos estádios que ficarão desertos um dia, mudos por falta de torcedores, de jogadores e de bola rolando. Mas, não arrancamos a camisa do time do coração porque ainda acreditamos numa vitória impossível. Campeonatos que se foram, ídolos já mortos, filmes em preto e branco do “Canal 100” cheios de mofo e imprestáveis para exibição. Mas, mesmo assim… Vem a Copa do Mundo da Rússia 2018 para nos deixar mais idiotas.

Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!

Faz sentido agora cantarmos este refrão, em duplicidade, com o peito estufado como uma pomba, porque o governo federal só faz anunciar a possibilidade de aumento de impostos para cobrir o rombo das contas públicas – manjadas manobras para arrancar dinheiro dos bolsos da já combalida população para cobrir o buraco que ele mesmo causou nos cofres da União por conta da desenfreada corrupção. Faz sentido. E o governo não para de gastar dinheiro público com publicidade e propaganda, sobretudo em ano eleitoral. Faz sentido. Não, nada faz sentido.

Eu sou brasileiro, com muito orgu… !

Eu sou brasileiro, com muito orgu… !

Sou brasileiro, com muito… !

Sou brasileiro, com muito… !

Segundo a Agência IBGE Notícias – Editoria Estatísticas Sociais / Subeditoria PNAD Contínua, em 17/05/2018, “A subutilização da força de trabalho chegou a 24,7% no 1º trimestre de 2018, atingindo 27,7 milhões de pessoas. Esta é a taxa mais alta da série iniciada em 2012. Os dados da PNAD Contínua Trimestral, divulgados hoje pelo IBGE, mostram ainda que o desalento também atingiu os maiores níveis da série, com um contingente de 4,6 milhões de pessoas e uma taxa de 4,1%. A taxa composta de subutilização da força de trabalho agrega os desempregados, os subocupados por insuficiência de horas e a força de trabalho potencial. Já o desalento, que faz parte da força de trabalho potencial, engloba as pessoas que estavam fora da força de trabalho por uma das seguintes razões: não conseguiam trabalho, ou não tinham experiência, ou eram muito jovens ou idosas, ou não encontraram trabalho na localidade – e que, se tivessem conseguido trabalho, estariam disponíveis para assumir a vaga”.

Eu sou brasileiro,

Eu sou brasileiro,

Sou brasileiro,

Sou brasileiro,

Existem outros “mas”. Mas, vem aí a Reforma Trabalhista que promete acabar com todas essas distorções, digamos, funcionais, da mesma forma por fim aos desvirtuamentos, digamos, administrativos. Mas, estamos irremediavelmente fodidos, perdidos num mato sem cachorro, literalmente entregues à própria sorte. Sem lenço, sem documento. Mas, não aparece ninguém para nos aconselhar, para nos salvar do caos no qual nos metemos e ao qual nos submetemos por iniciativa própria. Não surge uma alma boa para nos indicar a verdadeira porta da saída, só gente mostrando portas falsas de “direita” e de “esquerda” (a do “centro” obstruída), e nelas batemos com a cara limpa, apressadamente, na tentativa de fugir, de correr ao primeiro grito.

Eu tenho vergonha de ser brasileiro!

Eu tenho vergonha de ser brasileiro!

Sou falso brasileiro!

Sou falso brasileiro, porque eu não consigo fazer nada!

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 891 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 157 outros seguidores

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: