>
Você está lendo...
Política

Falar mal de políticos pode.

Falar mal de políticos pode.

Falar mal de políticos faz parte do cardápio diário dos brasileiros – aqueles que falam bem se assemelham a eles. Em tempos de eleições o bate-boca recrudesce. Discussões agressivas são comuns em qualquer lugar. Até a minha auxiliar (de cama, mesa e banho) resolveu dar palpites; meter o bedelho onde não é chamada. Outubro se aproxima e junto com ele nuvens negras.

Certa ocasião estava na fila de um banco e percebi que duas pessoas conversavam sobre política e uma delas um pouco exaltada, defendendo um político sobejamente corrupto. Aquilo começou a me incomodar e fui obrigado a tomar uma atitude, ainda mais que outras tantas pessoas na fila estavam igualmente desconfortadas, mas com receio de falar alguma coisa. Fui direto ao ponto, perguntando ao cara mais desequilibrado: Você lê jornal, revista? Você assiste a todos os noticiários políticos? Você tem acompanhado a Operação Lava-Jato, a atuação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal? Você sabe dizer qual o papel da primeira Instância de Justiça? O sujeito respondeu NÃO quatro vezes, uma vez para cada pergunta. Então o mandei calar a boca, para não mandá-lo praquele lugar – os meus ouvidos não são pinico. Quando uma pessoa externa uma opinião devidamente fundamentada em dados reais deve ser respeitada e ter o seu direito de dá-la assegurado, segundo a Constituição Federal, no seu Art. 5º. IV –  é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. Agora, só não pode falar merda, assumir postura radical e vociferar como cão raivoso. Só não pode falar bem de político bandido.

Reproduzirei, abaixo, matéria de imprensa que trata de um assunto extremamente polêmico. A que ponto nós chegamos! Não podemos dizer que estamos num mato sem cachorro, porque o mato foi devastado e os cachorros… Alguns fugiram, outros morreram de fome. É público e é notório que a Câmara dos Deputados, décadas faz, virou prostíbulo oficial, onde as putas de ocasião não precisam mais rodar bolsinhas para amealhar grana fácil daqueles que querem descarregar os testículos. Filhos das Putas. Canalhas.

PUBLICADO EM 05/10/2017 – 20h00. Agência Estado. Uma emenda incluída durante a madrugada no projeto da reforma política aprovado nesta quinta-feira (5) pelo Congresso vai permitir que conteúdos sejam retirados da Internet após a simples denúncia de que se trata de um “discurso de ódio, disseminação de informações falsas ou ofensa em desfavor de partido, coligação, candidato”. O texto prevê que a publicação denunciada terá que ser retirada do ar em “no máximo vinte quatro horas”, até que o provedor “certifique-se da identificação pessoal do usuário” que postou a mensagem. Autor da emenda, o líder do Solidariedade na Câmara, deputado Áureo (RJ), nega que a intenção da proposta seja promover a censura e cercear a liberdade de expressão, mas sim combater as chamadas “Fake News” na Internet (notícias falsas disseminadas de forma proposital). “Existe uma guerrilha sendo criada nas redes sociais. Se começa uma guerrilha, e ela é anônima, quando o conteúdo for denunciado, o Facebook terá que identificar essa pessoa, e vai retirar o conteúdo do ar até a pessoa se identificar”, disse. O deputado afirmou ainda que debateu o assunto com “diversas pessoas que entendem de eleição na Internet” e defendeu a medida pois, segundo ele, a campanha do ano que vem vai ser “a eleição da Internet”. A proposta, no entanto, foi criticada por deputados que estavam no plenário da Câmara no momento da aprovação da emenda. Para o deputado Alessandro Molon (PSOL-RJ), o “texto é extremamente perigoso”. “O texto é muito aberto. Quem diz que a informação é falsa? Onde está a liberdade de expressão?”, questionou.

Essa “Emenda” cria uma abominável censura na Internet para aqueles que falarem mal dos nossos queridos e mui amados políticos brasileiros. Falar mal do Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, e do Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, pode perfeitamente na Internet como em qualquer outra nuvem de comunicação instantânea. Canalhas desgraçados!

Destaco: […] a campanha do ano que vem vai ser “a eleição da Internet”. […]. Sublinho. São as eleições de 2018, que ocorrerão no mês de outubro. A disputa elegerá o presidente da República, os governadores, os senadores, os deputados federais, estaduais e distritais. No dia 07 acontecerá o primeiro turno e no dia 28 o segundo turno. Oportunidade que os eleitores terão para varrer do Executivo e do Legislativo as putas de ocasião que insistem permanecer nas esquinas. É triste saber que esses mesmos eleitores não têm a maturidade suficiente para “quebrar o sistema político-eleitoral brasileiro” – bastava o universo (100%) não comparecer nas seções eleitorais. Utopia pura! Comparecimento obrigatório; este é o câncer do atraso. Como reinventar a roda? Talvez usando a Internet de modo global, com mais responsabilidade, com o propósito de unir forças para o banimento dos políticos corruptos e canalhas, com a finalidade de esclarecer os incautos, com o objetivo de discutir os reais problemas do país, com foco no encontro de soluções. Sendo assim, de fato, essa pode ser a eleição da Internet. A comunicação massiva, na velocidade da luz, pode mostrar a força dos eleitores – uma força que, muito provavelmente, os eleitores não conhecem, portanto, não sabem que têm.

Legislar contra os interesses do povo, os políticos podem. Roubar dinheiro público, os políticos podem. Ser corrupto contumaz, os políticos podem. Mentir, os políticos podem. Fazer parte de quadrilha, os políticos podem. Defender a impunidade, os políticos podem. Vender a alma ao Diabo, os políticos podem. Comer o nosso CU, os políticos podem. Uma perguntinha a esses pulhas: “E se o xingamento for em bloco, sem citar nomes, os cidadãos honestos podem? O Brasil é um circo e os brasileiros os palhaços. Se aparecer alguém que não se considere palhaço, então que pule para o lado dos omissos. Tal assertiva me faz lembrar a história de um bêbado que entrou pela porta da frente de um ônibus em Brasília e disse: “Quem está sentado no lado esquerdo é viado, e quem está sentado no lado direito é corno”. Um passageiro exaltado disse: “Fique sabendo que eu não sou viado não”. E aí o bêbado mandou essa: “Depois dessa confissão passe para o lado direito”. Outro passageiro, com cara de ovelha idiota, perguntou ao bêbado: “E quem está em pé?”. Teve que ouvir do bebum: “Os que estão em pé, esses são todos omissos”. O álcool não tira a razão.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948 considera a Liberdade de expressão um direito humano, por isso a protege. Artigo XIX – “Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras”. Como se manifestar livremente numa frágil democracia como a nossa?

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 883 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 158 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: