>
Você está lendo...
Política

Um documento para ficar na história.

Um documento para ficar na história.

Ofício encaminhado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), com sede na capital Porto Alegre, RS, na tarde da quinta-feira, 05 de abril de 2018, autorizando o juiz federal Sérgio Moro a decretar a prisão de Lula. O documento foi enviado um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) negar, por 06 (seis) votos a 05 (cinco), o Habeas Corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente. Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em segunda Instância, a 12 anos e 01 mês de prisão, em regime fechado, no caso do tríplex do Guarujá, SP. A execução da pena já está sendo cumprida numa sala especial da Polícia Federal de Curitiba, para onde Lula foi levado, no sábado, 07/04/2018. Leia, abaixo, a íntegra do ofício.

Senhor Magistrado,

Tendo em vista o julgamento, em 24 de janeiro de 2018, da Apelação Criminal n° 5046512-94.2016.4.04.7000, bem como, em 26 de março de 2018, dos Embargos Declaratórios opostos contra o respectivo acórdão, sem a atribuição de qualquer efeito modificativo, restam condenados ao cumprimento de penas privativas de liberdade os réus JOSÉ ADELMÁRIO PINHEIRO FILHO, AGENOR FRANKLIN MAGALHÃES MEDEIROS e LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA.

Desse modo e considerando o exaurimento dessa instância recursal – forte no descabimento de embargos infringentes de acórdão unânime -, deve ser dado cumprimento à determinação de execução da pena, devidamente fundamentada e decidida nos itens 7 e 9.22 do voto condutor do Desembargador Relator da apelação, 10 do voto do Desembargador Revisor e 7 do voto do Desembargador Vogal.

Destaco que, contra tal determinação, foram impetrados Habeas Corpus perante o Superior Tribunal de Justiça e perante o Supremo Tribunal Federal, sendo que foram denegadas as ordens por unanimidade e por maioria, sucessivamente, não havendo qualquer óbice à adoção das providências necessárias para a execução.

Cordialmente,

Desembargador Federal

Nivaldo Brunoni.

A Lei vale para todos, mas não é bem assim que determinados brasileiros entendem. Nas redes sociais ainda vemos comentários acalorados entre as duas correntes de pensamentos. De um lado, aplaudindo a Justiça, os que estão contra o ex-presidente, do outro lado, aqueles que defendem Lula, como um cachorro faminto defende um pedaço de osso putrefato tirado de dentro de uma lata de lixo qualquer. Ambos os lados chegam às raias do absurdo. O “Brasil dividido”, inexoravelmente, ainda não aprendeu com os seus erros. Até quando a intolerância vai nortear os relacionamentos humanos?

Pelas contas, 1000 manifestantes pró-Lula estão acampados nos entornos do prédio da PF. Já há a preocupação por parte dos moradores em relação a possíveis invasões de residências. Gente de vários movimentos sociais que não param de chegar ao local de ônibus; gente que precisa comer (pão com mortamburro)¹, beber (água da bica) e fazer as suas necessidades fisiológicas, sobretudo defecação (nas ruas). Vamos ver se os agitadores petistas aguentarão, em vigília, o frio de Curitiba. Na segunda guerra mundial os alemães não aguentaram o inverno Russo.

(¹) Mortamburro é um tipo de mortadela feita com carne de burro, podendo ser também de jegue, de jumento ou besta.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 859 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 159 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: