>
Você está lendo...
Política

Deslizes

Deslizes

Toda pessoa já deve ter cometido algum deslize na vida, ou melhor, alguns deslizes. Erros são comuns quando há a intenção de acertar, como proposta primeira. Quando o “deslize” tem a conotação de desvio moral, ético, comportamento e conduta, ou desvio de caráter, agrava a situação de quem ou daquele que o comete.

Amigos leitores, eu volto a encontrar, dentro de um livro esquecido, pedaço de papel dobrado com algumas anotações. Depois da breve introdução acima vocês já devem ter formado alguma ideia.

Leiam, abaixo, em parágrafo único, o que escrevi numa quinta-feira, 03 de fevereiro de 2005.

Se alguém lhe disser “Você é mentiroso”, assim na tampa, pode parecer ofensa grave. E é. Contudo, existem outras maneiras menos dolorosas de fazê-lo, como por exemplo: “O que você falou não é verdade”. Sentia-me em papos de aranha quando tinha que dizer a um funcionário, sob o meu comando, que ele era incompetente e que não estava correspondendo às expectativas. Depois de algum tempo encontrei um jeito: “Você tem cometido deslizes administrativos inconsertáveis”. O próximo passo era a demissão. Imagino (eu não imagino) como é administrar uma gigante empresa chamada Brasil – com muitos caciques e poucos índios no poder, dispostos em um infindável orgasmograma, perdão, organograma –, que proporciona ao seu comandante uma visão estereotipada, que, por sua vez, adotará procedimentos sempre distorcidos da realidade presumível. Não deve ser diferente, pois não, quando o assunto é administrar uma empresa familiar. Todavia, quando a chefia da “empresa multinacional” Brasil é reconhecidamente fraca, não domina os assuntos pertinentes e foi colocada onde está pela base da pirâmide menos esclarecida ainda, a possibilidade dos problemas operacionais ocorrerem é extremamente maior, com um fato agravante: o processo de comunicação sofrerá ruídos e ninguém vai querer assumir a autoria dos “deslizes administrativos inconsertáveis”, mas, no final do mês, todos, eu disse todos, entrarão na fila do caixa pra receber o seu salário. Nela, na “empresa multinacional” Brasil, nenhuma pessoa será demitida, porque falta um líder suficientemente preparado para cobrar os resultados. O faxineiro, que não é afilhado seja de quem for, resmunga no canto da sala: “Isto aqui é uma casa de meretrizes governada por sacanas”. Outro funcionário, considerado de confiança do rei, dirá: “É chefe, casa que não tem pão, todos gritam e ninguém tem razão”. É provável que, no final, o Diretor-presidente da empresa Brasil, chamado Lula, também saia com a dele: “Ainda não estou convencido disso, companheiro. Quando for reeleito, prometo que pensarei no assunto, eu disse pensarei!”. O tempo passará e esse cara conseguirá eleger um sucessor (a) mais incompetente ainda.

Moral da história: No meio de flagrantes incompetências, mentiras continuam sendo contadas. Os “deslizes administrativos inconsertáveis”, ontem, escondiam todas as formas de corrupção dentro da empresa Brasil. Hoje, aquela tipificação perdeu o sentido, porque, para presidir a empresa Brasil saber roubar (e permitir que outros roubem) é exigência de currículo político. Os faxineiros continuam resmungando, mas votando nas mesmas meretrizes. O ex-governante sacana conseguiu eleger uma sucessora mais incompetente ainda – só que ela, como não perdeu os direitos políticos por época do Impeachment, pode provar competência retornando candidata em 2018. Segundo previsão de um faxineiro resmungão, até lá, o juiz Sérgio Moro pode sofrer um atentado fatal pelas mãos de um funcionário de confiança do rei, e, desse modo, a Esquerda possa concretizar os seus planos de volta ao poder.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 813 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

 

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 145 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: