>
Você está lendo...
Política

Crise financeira do Rio

Crise financeira do Rio

A crise financeira que assola o país, a maioria dos Estados e dos Municípios é a “consequência” direta da “causa” da roubalheira e do mau uso do dinheiro público pelos governantes abençoados pela ignorância do povo. Talvez o Rio de Janeiro seja o Estado com a gravidade mais acentuada. Na visão de piloto de helicóptero vamos falar por cima, sem entrarmos em detalhes para não atrapalharmos os trabalhos da ALERJ, Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (que também tem graves problemas), nos últimos dias alvo de ataques por parte da população carioca, com destaque funcionários públicos que se sentem ultrajados nos seus direitos, porque foram chamados a “pagar a conta”, uma dívida estadual que não fizeram. Hoje, sexta-feira, 11/11/2016, o ministro da Fazenda do Brasil, Henrique Meirelles, descartou a possibilidade de o governo federal promover a intervenção no Rio de Janeiro.

Dinheiro no bolso deixou de ser vendaval. A meu sentir, Pezão deveria solicitar às Polícias do RJ que colocassem carinhosamente o ex-governador Sérgio Cabral Filho no “Pau de arara” para arrancar dele uma romântica confissão: o montante da corrupção promovida em seu governo sob seu comando em conluio com as empreiteiras envolvidas na Lava-Jato, o destino dado ao dinheiro desviado dos cofres do Estado, e, sobretudo, obrigá-lo a devolver a grana, sob pena de perder os testículos. O saco tem fundo, de modo que donde se rouba sistematicamente, um dia meus caros amigos, a grana acaba – foi o que aconteceu com o Rio de Janeiro. O atual governador do ex-Estado Maravilhoso, Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) é o retrato falado do político brasileiro, talvez “menos pior” do que Sérgio Cabral. Agora está com o pires na mão, mas, há pouco tempo, também cometeu uma série de besteiras em nome da permanência no poder. Sérgio Cabral Filho renunciou ao cargo de governador do Rio de Janeiro no dia 03 de abril de 2014 e, na condição de vice-governador, Pezão assumiu o restante do seu mandato. O poder seduz e cega, por isso, os governantes não conseguem enxergar a própria incompetência. Leia matéria da Agência O Globo, junho de 2014, por Jorge William e Juliana Castro.   

RIO — Às vésperas do início da campanha eleitoral, permitida por Lei a partir do dia 06 de julho, o governador do Rio e pré-candidato à reeleição, Luiz Fernando Pezão (PMDB), começou, ontem, a enviar para a Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) um pacote de propostas de reajustes e de estruturação de planos de cargos e carreira para dezenas de categorias de servidores do Estado. Seis mensagens do Executivo já chegaram para os deputados, mas o presidente da Casa, Paulo Melo (PMDB), informou que, ao todo, deverão ser entre 30 e 34 projetos de Lei. De acordo com ele, o impacto é de R$ 1 bilhão por ano no orçamento estadual. Melo afirmou que todos os projetos dizem respeito a reajustes, gratificações e planos de cargos. As mensagens que chegaram à ALERJ contemplam os procuradores do Estado, defensores públicos, papiloscopistas da Polícia Civil, com nível superior, servidores da Superintendência de Desportos do Rio (SUDERJ), da Fundação Leão XIII e da Fundação para a Infância e Adolescência (FIA). A aprovação dessas propostas já traz um impacto de R$ 17,7 milhões este ano e mais R$ 67,5 milhões em 2015.

Depois não me venham com xurumelas.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 741 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

 

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 145 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: