>
Você está lendo...
Os Loucos

Os Loucos – “Titica é que não falta”

1Mané: – Bom dia Zé!

Zé: – Tá educado, hein Mané?

Mané: – Você não? Por que não me desejou um bom dia também?

Zé: – Bom dia Mané! Satisfeito? Eu vou ter um bom dia primeiro que você.

Mané: – Por que Zé?

Zé: – Você me desejou primeiro, Mané, terei mais tempo para ter um bom dia.

Mané: – He, He, He…

Zé: – Mané, a coisa tá fedendo no governo!

Mané: – É Zé, tem merda pra todo lado, por isso, não dá nem pra respirar direito.

Zé: – O pior, Mané, é que ninguém aparece para assumir a cagada que fez.

Mané: – Uma coisa é certa, Zé, não fomos nós que produzimos a bosta.

Zé: – Louco não produz bosta Mané.

Mané: – Cagada muito menos Zé.

Zé: – Defecada no lugar certo!

Mané: – Zé, por falar em bosta, cagada e defecada, você saber dizer quais são as diferenças entre os tipos de excrementos?

Zé: – Não Mané. Sou louco Mané!

Mané: – Mas defeca no lugar certo.

Zé: – Diferente de político, que defeca por todo o Brasil, imenso penico republicano.

Mané: – Zé, você começa a falar na merda certa.

Zé: – O que é merda, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, merda é a matéria evacuada pelo corpo humano, ou seja, pela porta do cu, de aparência amarronzada, de textura pouco firme, que se esparrama ao cair sobre qualquer superfície.

Zé: – O que é bosta, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, bosta é tudo aquilo que falei sobre o conceito de merda, só que com duas diferenças, o volume é maior e a coloração é mais escura.

Zé: – O que é cocô, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, cocô é a soma de merda e bosta, só com uma diferença, o granulado é maior, quando o produto fecal sai pela porta do cu, alguns pedaços se sobressaem no meio pastoso.

Zé: – O que é cagalhão, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, cagalhão é o resultado da soma de merda, bosta e cocô, só que com três diferenças: é uma peça única e grande, é quase sólida, tem o formato de bastão de baseboll ou de linguiça portuguesa, ou de ferradura de cavalo. O cagalhão comprido, grosso e duro é o sonho de consumo, ou melhor, de produção dos gays.

Zé: – Como assim, Mané?

Mané: – Como assim o quê?

Zé: – Eu não como nada, Mané!

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, os gays, após um longo período de prisão de ventre, eles soltam a rolha fecal tão comprida, tão grossa e tão dura, que dá a sensação de estarem cagando pra dentro.

Zé: – O que é caganeira, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, caganeira é uma mistura fina, em estado quase líquido, composta de todo o tipo de excremento, geralmente o pobre tem isso todo dia em razão das merdas que come. Quase sempre, após a saída do cagalhão, a caganeira vem com força.

Zé: – O que é peido, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, um fiel companheiro dos excrementos, o peido vem antes, no meio ou depois dos dejetos. O peido é o suspiro de um cu apaixonado, quando não houver paixão, o peido só serve para anunciar o excremento humano a caminho, aproximando-se da porta do cu. O peido é importante na vida da gente, ele empurra a bucha velha dando passagem à bucha nova.

Zé: – O que é cagada, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, cagada é um estilo de linguagem, vale pra tudo, termo usado para definir as ações de expelir os excrementos, “Vou dar uma cagada”, ou para explicar que alguém fez algo de errado, “Fiz uma cagada sem conserto”. Nos dois sentidos, o governo é especialista nisso. A elite prefere dizer “defecada”, mas é ela quem caga mais fedido!

Zé: – Ninguém falou até agora sobre o fedor, sobre o mau cheiro que fica no ar, e às vezes se prolonga, sempre que a gente “solta o barro”. Não é Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, o excremento tem o cheiro de cada pessoa que o faz, assim como o peido está relacionado ao cu de cada um. São organismos diferentes. Para que a culpa não seja dada somente a uma pessoa, defendo um projeto de Lei para que todos os brasileiros caguem e peidem juntos. Como nas eleições.

Zé: – O que é pau-de-bosta, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, pau-de-bosta é todo o ex-político que foi preso na Operação Lava-Jato, aquele que se fodeu no lugar do chefe.

Zé: – O que é titica, Mané?

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, titica é o mesmo que fezes. Ninguém fala, eu vou fazer um exame de merda, de bosta, de cocô, de cagalhão, de caganeira. Todo mundo diz “Vou fazer exame de fezes”.

Zé: – Mané, mas ninguém fala “Eu vou fazer exame de titica”.

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, digo a você que a minha sogra fala que vai fazer exame de titica, inclusive chama o falecido de titica sempre que se lembra dele.

Zé: – Mané, ultimamente os políticos estão fazendo cara de bunda, alguns chegam a cagar pela boca, como Lula, Dilma, Rui Falcão, Eduardo Cunha.

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, os políticos querem transformar o Brasil em uma grande fossa, numa imensa cavidade subterrânea para depósito de imundícies.

Zé: – Pra que, Mané, só se for para eles pularem dentro dela.

Mané: – Zé, em minha opinião de louco, eu acho que é pros governantes jogarem o povo dentro da fossa, porque é assim que eles consideram os brasileiros.

Zé: – Mané, se você fosse comparar os tipos de excrementos com a cara de certos políticos e com alguns partidos, como você faria?

Mané: – Zé, seria assim: merda é o Lula, bosta é a Dilma, cocô é o Renan Calheiros, cagalhão é o Eduardo Cunha, caganeira é o PT, fezes é o PMDB, titica é o PP.

Zé: – Mané, em sua opinião de louco, você está com dor de barriga? Se estiver me diga depois o que é diarreia?

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 705 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

 

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 146 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: