>
Você está lendo...
Política

Debate na Rede Record – 2º Turno

1O terceiro debate entre os candidatos à Presidência da República, o senador Aécio Neves (PSDB) e a presidente Dilma Rousseff (PT) foi realizado pela Rede Record no domingo, 19 de outubro de 2014, com horário marcado para começar às 22h30min com transmissão do R7. Este debate ganhou importância devido à elevada temperatura que chegou o debate da última quinta-feira, 16/10, promovido pelo SBT, Jovem Pan e UOL, de tal modo que era esperada a explosão do manômetro da caldeira eleitoral com palavras voando pelos ares e possivelmente gente passando mal com desmaios ao final do programa. Geralmente na reta final das campanhas políticas, sobretudo pela corrida presidencial, temas polêmicos são tratados com primazia, bem como ataques pessoais e acusações costumam surgir intercalados entre um questionamento e outro menos agressivo. Resta saber se os eleitores estão gostando desta tratativa, da forma como os marqueteiros estão orientando os seus candidatos, para que procedam assim ou assado – esquecem-se os “profissionais da comunicação subliminar” de que os eleitores não são tão bobos quanto pensam. Na verdade, o clima entre os dois candidatos deve esquentar ainda mais até o próximo sábado, 25, véspera da corrida às urnas.

O Brasil merecia um melhor nível dos debates. Na vida aprendemos uma teoria: “Quando um não quer, dois não brigam”. Na convivência adotamos a prática: “Se você me ofender será ofendido, se você me bater apanhará também”. Tem sempre aquela pessoa que toma a iniciativa das agressões achando que a outra pessoa aceitará tudo quieta e sem reagir. Na política esse expediente é corriqueiro, criar “barracos” e lavar roupa suja na frente de estranhos são duas coisas que viraram moda. Diga-se de passagem, uma ofensa tem que ser respondida à altura, deixá-la em brancas nuvens é o mesmo que admiti-la, de modo que ninguém gosta de ser vítima de injustiças. Luvas de veludo às vezes têm que ser trocadas por porrete. O debate na Rede Record não teve maiores surpresas, caras e bocas, sorrisos amarelos, ânimos quase controlados, mas, um comportamento foi destaque, justamente o de Dilma Rousseff, que continua mentindo com a maior caradura, sem demonstrar vergonha e escrúpulos – foi obediente à cartilha do PT e às ordens do seu marqueteiro João Santana, hábil vendedor de merda embrulhada pra presente. O PT, num clima de falência moral do Estado Brasileiro, produzida por ele próprio, quer criar a epidemia do medo através do terror, prática de guerrilha comunista. O PT acredita que temas como corrupção na Petrobras, inflação alta e economia em baixa não são argumentos fortes que farão a massa optar por um novo modelo de governo que aposta na mudança. Espero que continue acreditando. Além disso, tem outros dois fatores que influenciarão os eleitores na hora de escolher o novo presidente do Brasil: honestidade e compromisso com a verdade. Já ficou mais do que provado que Dilma Rousseff passa muito longe disso e não reúne condições morais para nos representar seja em qualquer cenário.

A poucos dias do 2º Turno das Eleições 2014 o TSE – Tribunal Superior Eleitoral “entrou na disputa presidencial” com a decisão que tomou, limitando as propagandas eleitorais que, na sua visão, devem ser “programáticas e propositivas”. Uma atitude extremamente autoritária que trafega na contramão da Democracia. A determinação coercitiva ocorreu na quinta-feira passada, 16/10, transferindo diretamente para a alçada do Tribunal Superior Eleitoral o papel “político-interpretativo” em detrimento da missão do próprio Tribunal Eleitoral, que tem as suas responsabilidades institucionais e não tem competência legal para julgar se as propagandas eleitorais são “programáticas e/ou propositivas” – de repente o TSE está pensando na contratação do publicitário Marcos Valério (réu condenado no Mensalão) para julgar os casos de mensagens “não programáticas e não propositivas”. Não acredito que o Supremo Tribunal Federal concordará com essa medida de urgência. Por outro lado, tudo é possível, considerando que o presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, é o poodle do PT, e o presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, é “amigo íntimo” da Corte Executiva, da qual saiu a candidata à reeleição Dilma Rousseff. Tudo pode acontecer até o final das Eleições 2014. Sobre matéria de propaganda eleitoral gratuita, Dias Toffoli disse: “O debate pode ser ácido ou duro, mas relativo a questões programáticas e questões de políticas públicas” (?). Vale ressaltar que a propaganda eleitoral NÃO é gratuita, ela tem um custo extremamente elevado para o país porque, além do natural custo total de produção que ultrapassa a casa dos 10 dígitos, há o abatimento do Imposto de Renda pelas emissoras de TV e Rádio que concedem tempo de veiculação, e esse tempo é valorizado segundo tabela de mídia vigente, que também ultrapassa a casa dos 10 dígitos. No mais, eu acho que o TSE deve se preocupar com o andamento lento dos processos que envolvem abuso do poder econômico nas campanhas de vários candidatos, o uso indevido da máquina pública a favor dos políticos, sobretudo da situação, improbidade, e demais crimes eleitorais. A meu sentir o TSE está sendo usado pelo Executivo para fins escusos; tudo me leva a crer nisso. Lula, em Pernambuco, vociferou: “Eles não sabem do que somos capazes!”. Celso Daniel não acreditou.

O ministro do TSE Admar Gonzaga tomou a decisão de reduzir em 02 minutos e 30 segundos o tempo da propaganda eleitoral do candidato tucano Aécio Neves, e em 30 segundos o tempo da candidata petista Dilma Rousseff, julgando atos punitivos por ambos terem utilizado o horário eleitoral para ataques mútuos. Pelo menos 08 propagandas políticas do PSDB e do PT foram suspensas nos veículos de comunicação, dando margem à redução de mais tempo de exibição. Dá para pensar que não houve “dedo” do PT na decisão do ministro Admar Gonzaga porque a Dilma Rousseff também teve o seu tempo reduzido. É, dá pra imaginar, porém, numa ação criminosa o assassino age repentinamente na escuridão da irracionalidade, não pensa que o maior problema não é tirar a vida da sua vítima, e sim o quê fazer com o corpo depois de morto. Por instinto de autodefesa o assassino provoca ferimentos no seu próprio corpo para dizer que matou em legítima defesa, foi obrigado a tirar a vida daquela pessoa para salvar a sua. É com essa filosofia que o PT se defende do PSDB, perde alguns minutos de veiculação e com isso evita que Aécio Neves tenha mais alguns minutos na mídia para ratificar as denúncias de corrupção na Petrobras e traga novos fatos a público. Agora ficou mais fácil entender a “manobra regimental” descrita nas normas do poder absoluto.

Outra grave questão a ser colocada é a interferência da coordenação da campanha da presidente Dilma Rousseff junto aos Institutos de Pesquisas sempre que os resultados contrariam o desempenho da candidata, quando os índices dão ampla vantagem ao tucano Aécio Neves. Prova disso, o Partido dos Trabalhadores, questionando a questão da transparência, acionou o TSE solicitando informações sobre as pesquisas de intenções de votos divulgadas pelos Institutos Veritá e Paraná que apontaram larga vantagem do tucano na disputa pela Presidência da República. O Instituto Paraná fez o primeiro levantamento junto aos eleitores para o 2º Turno e apurou que Aécio Neves obteve 08 pontos percentuais na frente da petista, 54% contra 46%. Quem, na verdade, deve explicações aos eleitores é o governo federal e, para responder aos questionamentos, recomendo convidar o PT e os coordenadores da campanha de Dilma Rousseff. É verdade que o Instituto DATAFOLHA pertence ao grupo Folha de São Paulo, que ganhou do PT o direito de imprimir todas as provas do ENEM, que no 1º Turno disse que Dilma venceria, e que errou o prognóstico por sete pontos percentuais? É verdade que o proprietário do Instituto VOX POPULI é militante petista, inclusive assina uma coluna numa revista do PT, que disse também que Dilma venceria no 1º Turno, e que errou por 10 pontos percentuais? É verdade que o dono do Instituto SENSUS está fazendo campanha para a candidata Dilma Rousseff, organizando carreatas, que disse que Dilma venceria no 1º Turno com 55% dos votos e que errou por mais de 08 pontos percentuais? É verdade que o Instituto IBOPE é reconhecido pelos seus vários erros, que Ciro Gomes, um dos coordenadores da campanha de Dilma, declarou que Montenegro, o dono do IBOPE, vende a própria alma ao Diabo por dinheiro, que disse também que Dilma venceria no 1º Turno com 55%, e que foi outro Instituto que errou por mais de 08 pontos percentuais? Agora eu faço a última pergunta: Quanto o governo federal e o PT pagaram para esses Institutos criarem “atmosferas favoráveis” à candidata Dilma Rousseff e assim influenciar os eleitores na decisão do voto? Com certeza, esse é um assunto que não interessa ao TSE – Tribunal Superior Eleitoral.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 580 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

4 comentários sobre “Debate na Rede Record – 2º Turno

  1. Realmente não interessa ao TSE, e nenhum outro tribunal afinal gente do PT para manipular tanta a máquina pública, quanto as pessoas algumas depois de tanto relato continuam dormindo ou se fazendo de bobo,quanta manipulação, falcatruas,uso indevido da máquina pública com destribuição de panfletos, quanta covardia, insultos,quebra de bandeiras do adversários. O que o PT até hoje não falou foi seus compromissos para com o povo.É fácil desconcentrar o adversário,tirar a oportunidade de falar de coisas construtivas para o Brasil, qta mediocridade. O PT tá tão apavorado que vai fazer qualquer coisa pra ficar no poder.

    Publicado por Nair Santos | 23/10/2014, 02:22
  2. Realmente não interessa ao TSE, e nenhum outro tribunal afinal gente do PT para manipular tanta a máquina pública, quanto as pessoas algumas depois de tanto relato continuam dormindo ou se fazendo de bobo,quanta manipulação, falcatruas,uso indevido da máquina pública com distribuição de panfletos, quanta covardia, insultos,quebra de bandeiras do adversários. O que o PT até hoje não falou foi seus compromissos para com o povo.É fácil desconcentrar o adversário,tirar a oportunidade de falar de coisas construtivas para o Brasil, qta mediocridade. O PT tá tão apavorado que vai fazer qualquer coisa pra ficar no poder.

    Publicado por Nair Santos | 23/10/2014, 02:24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 158 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: