>
Você está lendo...
Política

Pergunte aos candidatos presidenciáveis – 20ª pergunta

Pergunte aos candidatos presidenciáveis 20ª pergunta

Às vésperas do primeiro debate na Rede Bandeirantes de TV, acontecido na terça-feira, 26 de agosto de 2014 (22h00min) entre os 07 candidatos a presidente da República (Pastor Everaldo – PSC, Luciana Genro – PSOL, Marina Silva – PSB, Aécio Neves – PSDB, Dilma Rousseff – PT, Levy Fidelix – PRTB e Eduardo Jorge – PV) para a gestão 2015/2018, eu formulei uma série de 20 (vinte) perguntas a serem feitas aos candidatos presidenciáveis, apenas como sugestão, e as encaminhei diretamente à emissora através de e-mail. Abaixo, a título de registro, eu estou reprisando as perguntas e as ratificando neste meu BLOG.

1 – RENÚNCIA DO PRESIDENTE, 2 – INTERFERÊNCIA DO EXECUTIVO, 3 – FINAL DA COPA DO MUNDO FIFA DE FUTEBOL, 4 – COTAS RACIAIS, 5 – ONGs, 6 – MOVIMENTOS SOCIAIS, 7 – ARMAS.

1 – Pergunta: Denúncias de corrupção, improbidade administrativa, crime de responsabilidade, queda acentuada de popularidade, falta de apoio político e fortes sintomas de desgoverno são motivos para que o presidente da República formalize o seu pedido de renúncia? Os senhores candidatos concordam que o presidente da República seja avaliado ao fim dos dois primeiros anos de governo pelos eleitores num referendo popular, e caso não atinja o mínimo de 50% de aprovação, peça renúncia e entregue o cargo ao vice?

2 – Pergunta: O governo federal, sobretudo com a administração do PT, tem “governado” através da emissão sistemática de Medidas Provisórias, expediente que emperra a pauta do Congresso Nacional, na medida em que os assuntos sempre são colocados pelo Executivo com aquela famosa “necessidade de urgência”. Senhores candidatos, os senhores concordam que o Executivo está legislando no lugar do Congresso? Fala-se muito na interferência direta do Poder Executivo no Poder Legislativo e, em algumas circunstâncias no próprio Judiciário; como o presidente da República reagiria se fosse o contrário?

3 – Pergunta: Terminada a Copa do Mundo FIFA 2014 os noticiários sobre o evento perderam força e daqui a pouco a Copa de 2018 estará na mídia. A contabilidade da Copa de 2014 já está fechada? Quanto realmente foi o gasto total com a construção dos estádios e periféricos operacionais? Quando as obras de infraestrutura prometidas serão efetivamente concluídas? Além do viaduto que desabou na Avenida Pedro I, próximo à Lagoa do Nado, região da Pampulha, em Belo Horizonte, quais outros legados a Copa deixou para a população?

4 – Pergunta: Os senhores candidatos defendem o Sistema de Cotas Raciais para os três Poderes da República, considerando ser esta a única forma de democratizar os acessos às “especiais oportunidades”, aos cargos seletivos e/ou por indicação seletiva?

5 – Pergunta: A imprensa tem divulgado inúmeros casos e denúncias de corrupção envolvendo ONGs e Ministérios, mais um dos ralos por onde escorre o dinheiro público. No último dia 31 de julho, a presidente Dilma Rousseff sancionou um “Marco Regulatório” das Organizações da Sociedade Civil, estabelecendo uma gama de diretrizes mais duras com a finalidade de “moralizar” as relações entre o governo federal e as ditas organizações, sejam elas por meio de parcerias voluntárias, ou por transferência de recursos públicos, estas últimas mais comuns no governo petista. As ONGs recebem verbas vultosas e não apresentam contas ao governo, não se sabe como e onde foram gastas, e tudo fica por isso mesmo. Senhores candidatos, o quê pretendem fazer a respeito?

6 – Pergunta: Sabe-se que o Movimento Social reflete a ação coletiva de setores da sociedade civil ou de organizações sociais para a defesa ou promoção, no âmbito das relações de classes, de determinados objetivos e interesses – nos últimos tempos pouco ou quase nada esclarecidos. Os Movimentos Sociais transformaram-se em apêndices políticos e mudaram o status da pacífica reivindicação para o direito de cobrança contundente – descambando para a prática de violências generalizadas, antes restritas aos campos e que agora se manifestam nas grandes cidades, sobretudo em Brasília, pondo em risco a paz pública pelo radicalismo das ações. Qual o tratamento dado pelo futuro presidente da República aos Movimentos Sociais?

7 – Pergunta: O Brasil caiu de posição no “ranking da paz”. Segundo o Global Peace Index, ranking que mede os países mais pacíficos do mundo, o Brasil é o 4º maior vendedor de armas do mundo. Com a implantação da Lei do Desarmamento, o governo federal arrancou milhares de armas das mãos dos cidadãos de bem, diminuindo as suas possibilidades de defesa e os tornando mais frágeis diante da violência, mas permitiu que os arsenais de guerra ficassem nas mãos dos bandidos que continuaram tendo acesso fácil às armas de fogo através das nossas fronteiras, de modo que as taxas de crimes violentos, homicídios, etc, crescem a cada dia, e não pode este fenômeno em parte ser creditado à sociedade vítima. Da mesma forma que as Leis brasileiras protegem os bandidos, também protegem as indústrias produtoras de armas. Senhores candidatos, o Brasil que sempre pregou uma filosofia da paz, hoje está incentivando a guerra dentro e fora do país, desta feita não estaria assumindo uma posição hipócrita diante da questão?

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 536 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

2 comentários sobre “Pergunte aos candidatos presidenciáveis – 20ª pergunta

  1. perguntas bem formuladas, tomara que a tv use-as. Raciocinio logico, bem formulado.gostei.

    Publicado por nair | 06/09/2014, 14:53
    • Penso em encaminhar a sequência de perguntas para a Rede Globo, na tentativa de um possível aproveitamento (parte) no programa de debates com os presidenciáveis que ocorrerá daqui a poucos dias. Contudo, depois da última manchete, tenho lá as minhas dúvidas se haverá eleição. PETROBRAS – A revista Veja que começou a circular nesta semana trouxe o nome dos supostos beneficiados, entre eles os atuais presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e os governadores Sergio Cabral Filho (PMDB-RJ) e Roseana Sarney (PMDB-MA). O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em um desastre aéreo no último dia 13, também é citado.

      Grato pelo retorno e forte abraço,

      Augusto.

      Publicado por augustoavlis | 06/09/2014, 15:52

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 159 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: