>
Você está lendo...
Esportes

Copa do Mundo – 17ª parte – Laranja Mecânica conquista 3º lugar

1Se o técnico Louis van Gaal da Seleção Holandesa repetisse o esquema tático que foi usado na Copa do Mundo FIFA de 1974 (do astro Hendrik Johannes “Johan” Cruijff, ou simplesmente Cruyff), o famoso “Carrossel Holandês”, certamente teria vencido o jogo contra o Brasil pelo placar de 20 x 0. Mas preferiu, na disputa pelo 3º lugar da Copa 2014, explorar os erros da combalida seleção brasileira, e foi isso justamente que aconteceu – por outro lado, caso Louis van Gaal resolvesse impor o ritmo do jogo contra a Espanha na fase de Grupos, quando venceu os espanhóis por 05 a 01, provavelmente outra goleada de 6 ou 7 a zero aconteceria; eu não tenho a menor dúvida disso. Naquela época de 74 a Seleção da Holanda ganhou outro título, “Laranja Mecânica”, em referência à obra homônima e ao filme nela inspirado. Leia-se: “Laranja Mecânica” é um filme anglo-estadunidense do ano de 1971, escrito, produzido e dirigido por Stanley Kubrick, adaptado do romance de Anthony Burgess, datado de 1962, com o mesmo nome. Vale a pena conferir a história. A fragorosa derrota da seleção brasileira nesta Copa, que entrou para a história como a pior de todos os tempos, também será conferida pelas próximas gerações de torcedores e não torcedores. Amigos leitores, observem que estou escrevendo “seleção brasileira” com letra minúscula, do exato tamanho do seu futebol. Muito ao contrário do esquema tático proposto pelo Carrossel Holandês de 74 – que foi criado pelo então técnico Rinus Michels, quando os jogadores holandeses não tinham posições fixas no gramado, circulavam por todo o campo em busca do gol como objetivo principal e o talento coletivo se impondo todo o tempo –, Felipão empregou, em todos os sete jogos que disputou na Copa de 2014, o esquema tático das “baratas alvoroçadas” ao primeiro spray de inseticida, de modo que perderam o rumo, entraram no buraco errado e ainda foram pisados.

Aos vitoriosos tudo, aos perdedores nada. A Seleção da Holanda terminou a Copa do Mundo FIFA 2014 na condição de invicta, ou seja, terminou o Mundial em 3º lugar sem perder nenhuma das 07 partidas que disputou no tempo normal de jogo – esta é a terceira vez que o 3º colocado numa Copa do Mundo não perde com a “bola rolando”. A seleção brasileira na Copa de 1978 na Argentina e a Itália na Copa de 1990 (na qual era anfitriã) foram as outras duas Seleções que conquistaram o 3º lugar numa Copa do Mundo sem perder com a “bola em jogo”, seja nos 90 minutos, seja na prorrogação de 30’. A Holanda ganhou da Espanha pelo placar de 5 x 1; da Austrália de 3 x 2; do Chile de 2 x 0; do México de 2 x 1; empatou com a Costa Rica em 0 x 0 no tempo normal e na prorrogação, vencendo nos pênaltis de 4 x 3; empatou com a Argentina em 0 x 0 no tempo normal e na prorrogação, perdendo nos pênaltis de 2 x 4; ganhou do Brasil de 3 x 0. Marcou no total 21 gols e sofreu 11, com saldo positivo de 10 gols. A Seleção Holandesa mereceu o 3º lugar por ter sido mais combativa, mais efetiva, mais honesta e mais profissional do que a seleção brasileira, basta comparar desempenhos. Há torcedores fanáticos que não concordam, porém, que me provem o contrário.

Conforme mencionei anteriormente, o desempenho da seleção brasileira foi extremamente medíocre, pífio, reles, grosseiro, ordinário. Venceu a Croácia pelo placar de 3 x 1; empatou com o México em 0 x 0; ganhou o jogo contra Camarões de 4 x 1; empatou com o Chile em 1 x 1 no tempo normal de jogo e assim permaneceu na prorrogação, vencendo nos pênaltis de 3 x 2; ganhou da Colômbia de 2 x 1; perdeu da Alemanha de 1 x 7; perdeu da Holanda de 0 x 3. No total fez 14 gols e sofreu 16, com saldo negativo de (– 2). Essa foi a ordem dos jogos. O que impressiona foi o Brasil ter tomado 10 (dez) gols nas duas últimas partidas. Isso nunca aconteceu – não é dessa forma que se chega ao Monte Olimpo. O desastroso resultado não tem nada a ver com “atípico” como algumas pessoas ligadas ao futebol querem nos fazer acreditar. Nessa linha de raciocínio há também aqueles que dizem ser detalhe o saldo de gols, e aí eu aconselho a fechar a boca e sair de fininho.

A seleçãozinha ‘Made in Brazil’ saiu de campo sob sonoras vaias e não retornou para assistir à cerimônia de entrega das medalhas aos jogadores da Holanda. Uma atitude deplorável, totalmente desrespeitosa, faltou Fair Play, faltou espírito esportivo. O não reconhecimento da derrota fez com que o Brasil saísse pela porta dos fundos; um final triste, lamentável, uma despedida do Mundial como se fosse um mero campeonato de várzea com meia dúzia de participantes disputando uma garrafa de Aguardente de Cana Adoçada Pitú (mania de brasileiro) e um prato de torresmo.

“Alguns já sabiam que estavam convocados, porque eu fiz questão de avisá-los com antecedência. Eles estavam com certas dificuldades em seus clubes, mas eu disse que eles não deveriam se preocupar. Eu vou com eles até o Inferno. Eles formam um ambiente que, para mim, é espetacular”.

Luiz Felipe Scolari – Quarta-feira, 07 de maio de 2014.

Lembro ao Felipão que ele já pode comprar as passagens para o Inferno, e que leve toda a comissão técnica junto com eles.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 500 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 154 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: