>
Você está lendo...
Política

Comissão da “Verdade”. Que verdade?

comissaoSexta-feira, 10 de maio de 2013, o Coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra depôs na Comissão Nacional da Verdade e declarou que a presidente Dilma Rousseff – no período da ditadura militar em que participou das organizações terroristas Política Operária (PLOP), Comando de Libertação Nacional (COLINA) e Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR/Palmares) – queria implantar o Comunismo no Brasil, não só ela como figura isolada, mas reforçando a proposta de grupos sediciosos que sonhavam com uma ideologia política sem pé e sem cabeça; uma esquerda tupiniquim desorientada, de lideranças fracas, que só fez colecionar desordens públicas, ataques aos bens comunitários, sequestros de autoridades, atentados, roubos a bancos, invasões de quartéis (vide a invasão do Centro de Comunicações da Aeronáutica na Av. Brasil, Caju / Rio de Janeiro no início dos anos 70), crimes contra a vida, etc. Atos e fatos de guerrilha urbana que não servem como inspiração para romances.

O Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra foi comandante do Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna de São Paulo (DOI-CODI) do 2º Exército no período de 1970 a 1974. Segundo a Agência Brasil, “No último dia 29, o Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou Ustra e o delegado aposentado Alcides Singillo, que atuou no Departamento de Ordem Política e Social de São Paulo (DEOPS-SP) na ditadura militar, pelo crime de ocultação de cadáver. Ambos são acusados de ocultar o cadáver do estudante de medicina Hirohaki Torigoe, de 27 anos, morto no dia 5 de janeiro de 1972”.

“Está escrito claramente que o objetivo final das organizações terroristas era a implantação de uma ditadura do proletariado, o Comunismo – derrubar os militares e implantar o Comunismo. Isso consta de todas as organizações, inclusive nas três em que nossa presidente da República participou. […] Estávamos lutando pela Democracia e estávamos lutando contra o Comunismo. Se não fosse a nossa luta, se não tivéssemos lutado, eu não estaria aqui porque eu já teria ido para o ‘paredón’. Os senhores teriam um regime Comunista, um regime como o de Fidel Castro. Lutei pela Democracia. […] Nunca fui assassino. […] Estávamos cientes de que estávamos lutando para preservar a Democracia. Lutávamos contra o Comunismo. […] Quem tem que estar aqui é o Exército, não eu. […] Eu não vou me entregar. Eu lutei, lutei e lutei. Tudo que eu tenho a declarar está no meu livro. […] Nunca, nunca, nunca ninguém foi estuprado dentro daquele órgão. Digo isso em nome de Deus. É verdade o que estou falando. Sempre admitimos que houve mortos durante o regime militar. No meu comando ninguém foi morto dentro do DOI. Todos foram mortos em combate. Dentro do DOI, nenhum”.

Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra

Nessa brincadeira de “Pique Esconde”, alguém tem que esconder a cara e contar até 30 enquanto as outras pessoas se escondem. Depois, tem que encontrar todos os outros para ganhar a brincadeira. A verdade tão buscada não é uma moeda de uma só face, ela tem dois lados que precisam ser revelados sem viés político-partidário, sem sensacionalismos baratos. O primeiro tiro disparado feriu a todos; muitos dos que se seguiram não conseguiram acertar os seus alvos.

Augusto Avlis

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

2 comentários sobre “Comissão da “Verdade”. Que verdade?

  1. “Comissão da Verdade” é a mentira dos assassinos comunistas!

    Publicado por Zé Pitaco | 29/10/2015, 21:30

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 152 outros seguidores

Twitter

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: