>
Você está lendo...
Crônicas Aforísticas, Fatos em Foco

Faltam 19 dias para o fim do mundo!

titulo

fim

Se isso for verdade, o que cada ser humano que habita este minúsculo Planeta faria nesse tempo que sobra? Deixemos os animais irracionais de fora dessa discussão porque eles não têm nenhum envolvimento na questão. Pois bem, como simples mortal – sei que um dia morreria mesmo, mas não gostaria que fosse tão rápido assim e dessa forma inesperada – e conhecedor das regras de um bom planejamento estratégico, elencaria 10 (dez) atividades terminais, a saber: 1ª) Mataria todos os políticos brasileiros que estivessem na ativa; 2ª) Mataria todos os ex-políticos brasileiros, porque, em caso da mais remota possibilidade de sobreviventes, eles poderiam voltar ao poder; 3ª) Faria o Saddam Hussein (Abd al-Majid al-Tikriti) ressuscitar para se vingar do George W. Bush; 4ª) Faria aparecer o corpo do Osama Bin Laden para autopsiá-lo para comprovar se realmente foi morto pelos americanos; 5ª) Faria os argentinos assumirem uma posição de humildes perante todos os povos da Terra; 6ª) Faria Lula, antes de concretizar a vontade descrita na 2ª atividade terminal, confessar que foi o chefe mandante do Mensalão; 7ª) Faria do Ministro Joaquim Barbosa presidente do Brasil; 8ª) Faria as pazes com a minha sogra e pediria que fosse a primeira terráquea a falecer na catástrofe; 9ª) Faria sexo continuado até o dia 21 de dezembro próximo, mas antes compraria todo o estoque de Viagra na farmácia mais próxima; e, 10ª) Entraria em contato com extraterrestres para me abduzir e assim salvar a minha pele, e, claro, a minha família viria junto comigo. Adeus mundo cruel!!!

globo

Leia-se: “Imagem mostra objeto se chocando com a Terra (Foto: Reprodução/ internet). RIO – De olho na aproximação do dia 21 de dezembro de 2012, data em que algumas pessoas acreditam que a antiga civilização Maia previu o fim do mundo, e no aumento do fluxo de mensagens pedindo esclarecimentos sobre o assunto, cinco cientistas da NASA participaram esta semana de um debate na internet para responder às dúvidas do público. Durante o encontro na rede social ‘Google Plus’, especialistas da Agência Espacial Americana rechaçaram teorias apocalípticas como a de que um planeta errante chamado Nibiru, ou Planeta X, se chocaria com a Terra e tentaram colocar um pé na realidade, temores como o de uma tempestade solar de grandes proporções que poderia destruir boa parte de nossa tecnologia atual e deixar o planeta às escuras”.

“Ouvi dizer que o fim do mundo seria cancelado no Brasil porque o país não tem condição pra cobrir um evento desse porte”.

Comentário capturado na Internet – O humor cabe bem nessas horas.

Quando eu era criança, ouvia-se muito que o mundo acabaria no ano 2000, nem por isso eu via pessoas em pânico, inclusive eu, que continuava brincando de mocinho e bandido, de médico com as filhas dos vizinhos, de soltar pipas trepado nos telhados e nas caixas d’água, de jogar bolas de gude, de rodar pião, etc. Meu pai, por exemplo, além de trabalhar como um cavalo aproveitava os finais de semana para fazer biscates como técnico de refrigeração – ele consertava geladeiras domésticas e comerciais, e na maioria das vezes ele me chamava para carregar a sua bolsa de ferramentas e a botija de gás Freon 12 –, no tempo que sobrava gostava de jogar sueca com os amigos, tendo como inimigos na mesa de cartas o meu tio Belmiro (Flamenguista doente) e o meu avô Manoel Augusto Ferreira (Vascaíno convicto), dupla imbatível no roubo. Por sua vez, a minha mãe, ainda viva graças ao Senhor, não queria saber se o mundo iria acabar, porque os seus afazeres do lar tomavam todo o seu tempo, ainda mais quando tinha que preparar as fartas mesas de refeições, sobretudo no domingo, dia de uma suculenta galinha a molho pardo, escolhida a dedo no galinheiro que havia no fundo do quintal, morta com as devidas recomendações paroquiais e preparada ao requinte português – naquela época pobre comia do bom e do melhor, e jamais imaginaria que um dia o governo fosse lançar o programa de compra de votos “Bolsa Família” para desestimular os chefes da casa na procura de emprego honesto e trazer para dentro dela o fruto do seu trabalho sem precisar das migalhas de ninguém.

Vá que o fim do mundo aconteça de fato! Considerando que a gente passa toda a vida tentando fazer coisas, sobretudo a conquista de bens materiais, não seria agora em apenas 19 dias que alguém conseguiria realizar os seus sonhos, de sorte que tudo, nessas circunstâncias, perde definitivamente o sentido. Na verdade, eu conclamaria a humanidade para um abraço fraterno, aguardaria os acontecimentos e renovaria a minha fé.

Augusto Avlis

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 153 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: