>
Você está lendo...
Política

Poucas e boas – 9ª parte.

Poucas e boas – 9ª parte.

CPI nunca mais! Em direção ao futuro eu vou empregar todas as minhas energias com coisas produtivas e mais importantes, como dar milho aos pombos, molhar plantinhas que se negam a crescer, cantar no quintal, lavar o carro do amigo, rezar um pouco mais aos pés da santa cruz, ir aos velórios de estranhos, consolar as viúvas, enfim, fazer simples coisas que por algum motivo eu desprezava, não dava a devida importância. Será que agora eu consigo ser eu mesmo por um tempo? Não sei! Li há pouco no quadro de avisos do meu prédio o Edital de Convocação de Assembleia Geral Ordinária que o síndico mandou afixar numa posição visível aos moradores – na altura dos seus narizes empinados. O chamamento, em resumo: “Pelo presente Edital, ficam convocados os condôminos em dia com suas obrigações pecuniárias para se reunirem na citada Assembleia na próxima terça-feira, dia 26 de outubro de 2021 (19h30min). Pauta: Apreciar e julgar as contas do exercício março/2020 a fevereiro/2021”. Sou proprietário de um apartamento desde 1982, participei da maioria das Assembleias e digo com segurança que elas não acabam bem, assim como as CPIs. Tenho um motivo extraordinário para não ir a esta: mantive contato bem próximo com uma pessoa amiga que testou positivo para COVID-19 e, desde a última quarta-feira, se encontra internada na UTI do Hospital Praia da Costa, aqui em Vila Velha. Eu sigo em quarentena. Na segunda, 25, farei o comunicado.

Vejam vocês amigos leitores como devemos gastar as nossas energias com coisas que valem à pena. A natureza nos concebeu seres portáteis, portadores de fragilidades e vítimas do imponderável – que nos pega de surpresa. Vivos hoje, mortos amanhã. Por que eu tenho que me flagelar diante da TV Senado ou das News da vida assistindo às sessões das CPIs? Essa própria reunião em assembleia, um saco! Pentear macacos é satisfatório. Parêntese: Acabei de acessar o meu Facebook (19h11min) e olhem o que estava escrito: “Conta temporariamente indisponível. Sua conta não está disponível no momento devido a um problema no site. Esperamos que isto seja resolvido em breve, tente novamente em alguns minutos”. Será que é o que eu estou pensando? Agências de checagem me perseguindo, me acossando? O que é isso malandro? A natureza nos concebeu seres portáteis, portadores de fragilidades e vítimas do imponderável. Tentarei obter acesso ao Facebook mais tarde para ver o que acontece. Viram? Não vale à pena esquentar a cabeça. Existem outros tipos de VÍRUS assombrando a humanidade, de uma forma, ou de outra, todos nós seremos atingidos pelas costas.

A psicanalista Sandra Regina S. M. Wolffenbüttel, da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, RS, bem descreve o meu tormento: “O Ato Falho, em determinadas situações, é uma das manifestações mais evidentes do Inconsciente, como, por exemplo, quando o marido por engano chama a esposa pelo nome da amante ou entrega à esposa o paletó para lavar deixando esquecida no bolso a fatura com a despesa com a amante no motel”. Devo ter cometido um “ato falho” quando falei mal (as verdades) da Esquerda comunista sem abordar o lado bom da Direita liberal. Aquele marido deveria ter levado a esposa ao motel para fazer um ménage à trois – talvez ela gostasse. Falta isso na política brasileira, e aí as Agências de checagem jamais seriam criadas. A Bíblia Sagrada então seria aberta e os fariseus ficariam livres da decapitação intencional pela honestidade demonstrada. Parêntese: Acabei de acessar o meu Facebook novamente (20h10min) e olhem o que estava escrito: “Conta temporariamente indisponível. Sua conta não está disponível no momento devido a um problema no site. Esperamos que isto seja resolvido em breve, tente novamente em alguns minutos”. Resta-me o ménage à trois.  

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 1.044 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 163 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: