>
Você está lendo...
Polícia e Segurança Pública

Nas estradas, ligue o áudio

Nas estradas, ligue o áudio

O operador de som faz cada coisa do arco da velha, seja por mera distração, seja por falta de treinamento, seja por sacanagem, ele “esquece” o som aberto, e aí a coisa pode complicar bastante pelas palavras vazadas, independente da boca que saem.

Todos devem se lembrar do triste episódio no qual foi envolvido o apresentador do Jornal da Band, Boris Casoy, que humilhou garis (lixeiros) e depois pediu desculpas na edição do dia seguinte. Áudio vazado: “Que merda, dois lixeiros desejando felicidades do alto das suas vassouras. Dois lixeiros. O mais baixo da escala de trabalho”.

A Justiça condenou o apresentador Boris Casoy e a TV Bandeirantes a pagar uma indenização de R$ 21.000,00 por danos morais a um dos garis que participou da vinheta de ano novo veiculada no Jornal da Band no dia 31 de dezembro de 2009. Foi pouco.

Era uma quinta-feira, 24 de maio de 2018. Durante a sessão de votação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para reconduzir a ministra Rosa Weber ao segundo biênio, os ministros Celso de Mello e Gilmar Mendes foram flagrados numa conversa privada na qual reclamaram da greve (paralisação) dos caminhoneiros. Só que eles não sabiam que os microfones estavam ligados e parte do diálogo foi transmitida ao vivo – maior texto não foi vazado porque conversavam em tom de voz baixo.

“Que crise hein? Guiomar está na rua agora, está impossível…” – disse Gilmar Mendes com relação à sua mulher, Guiomar Mendes.

“É um absurdo, quer dizer, faz-nos reféns. Tudo bem que possam até ter razão aqui ou ali, mas é um absurdo” – manifestou-se Celso de Mello, o decano do STF.

“Minha filha está vindo de São Paulo” – segue Celso de Mello.

Em seguida o áudio é cortado; alguém percebeu o descuido.

Eu fico imaginando o que não deve ser comentado nos tribunais, nos veículos de comunicação, enfim, por pessoas da mais elevada importância no cenário nacional, gente julgada incapaz de dar declarações ridículas, inoportunas e contrárias ao bom senso, sobretudo em momentos de descontração. Para a infelicidade dos “bocudos”, de vez em quando a máscara cai e acabam se revelando como verdadeiramente são. Ao final, a emenda fica pior do que o soneto.

Nas estradas, ligue o áudio e deixe-o aberto, e nas manifestações também. Esse deveria ser procedimento comum nos casos excepcionais. A comunicação entre os caminhoneiros também se processa via rádio, de modo que muitas perguntas teriam respostas conclusivas se isso acontecesse nas paralisações que estamos vendo por todos os cantos do país. Pelo menos, de algumas verdades ficamos sabendo na troca de mensagens via redes sociais, e de algumas mentiras quando divulgadas por pessoas erradas.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 904 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 157 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: