>
Você está lendo...
Política

Lula e o Sindicato

Lula e o Sindicato 

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, São Bernardo do Campo, SP, sempre foi palco político, um importante centro de reunião de políticos e de gente ligada a eles de alguma forma, quer por admiração, comunhão de ideias, ideologia, ou mesmo para matar curiosidade. De um modo geral, a cidade de São Bernardo do Campo nos últimos tempos, sobretudo no desenrolar da Operação Lava-Jato, tem abrigado constantes manifestações públicas de Centrais Sindicais, de sindicalistas, de Movimentos Sociais, de insensatos – homens e mulheres –, de aguerridos combatentes, de loucos, delirantes e afins.

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC no mês de abril deste ano de 2018 quase pegou fogo, quase foi invadido por simpatizantes de Lula, o prédio quase veio abaixo; o Brasil todo assistiu estupefato. Acuado como rato de esgoto, após passar dois dias no interior do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Lula se entregou à Polícia Federal às 18h47min do sábado, 07 de abril de 2018, para cumprir pena em Curitiba, Paraná. Registro hora e data para a história. Quinze dias faz hoje que Lula está preso; para ele uma eternidade.

Lula e o Sindicato são uma só pessoa, de modo que não há como separá-los. Essa histórica relação vem de muito tempo. Por época do Mensalão do PT – esquema delatado em 2005 pelo então deputado federal Roberto Jefferson, PTB-RJ, que gerou a Ação Penal 470 no Supremo Tribunal Federal (STF) – o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva buscou apoio no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde se jogou nos braços da “torcida” com o objetivo de arregimentar as massas para que lutassem contra um eventual Impeachment.

Por falar em história, numa segunda-feira, 25 de julho de 2005, quase 13 anos faz, eu escrevi um artigo de título “Iminente perigo!”, abordando esse tema, essa histórica relação entre Lula e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Leia abaixo.

Iminente perigo!

Li em A GAZETA, edição de domingo, 24/07/2005: “SÃO PAULO. Um dia depois de reclamar das elites, o presidente Lula voltou ontem (sábado, 23/07/2005) ao seu berço político, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. A entidade reuniu cerca de 2.500 metalúrgicos e fez um ato de desagravo a Lula, prometendo ir às ruas, caso alguém tente ‘apear’ Lula do Planalto antes do final do mandato […]”.

Nesse evento, Lula disse: “Para governar não precisa de diploma universitário, que tanto preconceito jogaram contra mim. Para dirigir este país tem que ter, sobretudo, uma coisa chamada coração”.

Diploma universitário e coração à parte; competência é o que se exige de qualquer homem público, em primeiro lugar. O problema é outro e o buraco é mais embaixo. É dado como certo o agravamento da crise política em Brasília nas próximas semanas – mas não tão forte a ponto do povo não suportá-la porque ele já está calejado –, por conta disso, a economia, que não anda bem das pernas, dará sinais de fragilidade. A área econômica é sempre a primeira a ser afetada.

O momento político é extremamente delicado. Querer, agora, buscar a aproximação com o povo, dá a perceber que Lula está tentando conseguir apoio popular, achando que grandes movimentos formar-se-ão nas ruas para a sua defesa de um provável “golpe de direita”, segundo ele. O discurso é o mesmo, golpe, golpe, golpe.

É explosivo o coquetel de irresponsabilidade, leviandade e loucura – jogar a massa contra o sistema oposicionista pode trazer consequências imprevisíveis. Acho estranho que o vice-falador, José Alencar, esteja calado e fora da mídia da denúncia. Provavelmente ele esteja selecionando as pulgas para colocar atrás das orelhas das Forças Armadas, dando sequência às suas atribuições constitucionais como Ministro da Defesa, de Lula.

Paralelamente, nas inúmeras cabeças napoleônicas, brota a ideia de que se ficar realmente insustentável o clima nas Casas Legislativas, colocando em risco a governabilidade e as Instituições, o presidente da República arrumará um jeito de “fechar” o Congresso Nacional – esse é um iminente perigo; que todos nós esperamos que não aconteça, mas, espera-se tudo da “esquerda raivosa”, e, àquela altura, até mesmo da “direita oportunista”. A grande sorte de Lula foi ele não ter mexido nos fundamentos da economia, herdados de FHC. Se houver golpe, quem o dará será o PT, com o auxílio de Cuba, Colômbia, Bolívia e Venezuela.

Historicamente, as lembranças ruins de governos passados se perpetuaram; foram herdadas pelas novas gerações de políticos, que as estão agravando para aqueles que os sucederem. Na tentativa de reformar uma casa cheia de infiltrações e acabar com o risco de contaminação por dejetos, um pedreiro de boa naturalidade pode achar que a melhor solução é demoli-la, colocá-la no chão e construir uma nova casa sobre bases mais sólidas. Vila Velha, Espírito santo, segunda-feira, 25 de julho de 2005.

Nota de rodapé:

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu o julgamento da Ação Penal 470 numa quinta-feira, 13 de março de 2014, sob a presidência do ministro Joaquim Barbosa. A AP 470, iniciada no mês de agosto de 2012, contabilizou prazo de um ano e meio, 69 sessões, 40 denunciados, 38 réus, 24 cumprimentos de penas. Os condenados recorreram ao direito à “revisão criminal” em novas ações no próprio STF, individualmente, que foi o órgão julgador. Há de se destacar casos interessantes de alguns condenados em 2012 pela Suprema Corte: José Dirceu passou de 10 anos e 10 meses de prisão em regime fechado para 07 anos e 11 meses em semiaberto; Delúbio Soares passou de 08 anos e 11 meses de prisão em regime fechado para 06 anos e 08 meses em semiaberto; José Genoino foi mantido no regime semiaberto, mas teve a pena reduzida de 06 anos e 11 meses para 04 anos e 08 meses, esse último acabou perdoado. Todos do PT. Triste saber que o STF alimentou a corrupção no Partido dos Trabalhadores.

Ao final do julgamento do Mensalão do PT, restou provado que houve desvio de recursos públicos e fraude em empréstimos bancários, com o objetivo de manter ativo um “esquema de compra de apoio político no Congresso Nacional”, um esquema de corrupção à época considerado o maior do Brasil até então descoberto pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal. Um esquema de suborno de parlamentares que o presidente Lula, o mandante, acreditava que seria a solução para a aprovação dos projetos do governo (e seus de interesse pessoal) na Câmara dos Deputados e no Senado. Passados 13 anos – um número bem sugestivo – da descoberta do Mensalão do PT, chegamos à conclusão que aquele esquema deveria ser julgado em Tribunais de Pequenas Causas (TPC); da mesma forma restou provado que, enquanto o Brasil tinha a sua atenção desviada para o julgamento da Ação 470 no STF, a Petrobras estava sendo saqueada com força total. O Mensalão do PT, portanto, foi o “boi de piranha” e a Petrobras a verdadeira boiada.

O ministro Joaquim Barbosa aposentou-se voluntariamente do Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 31 de julho de 2014, antes do período do seu mandato. Tal decisão ocorreu 04 meses e 18 dias após o término do julgamento da Ação Penal 470. Teria sido pressão?

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 878 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 157 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: