>
Você está lendo...
Política

Lula e a jararaca

Lula e a jararaca

Emblemática. Podemos assim conceituar a frase de Lula: Se tentaram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo. A jararaca tá viva, como sempre esteve”.

Lula, o desafiador contumaz da Justiça, escondeu o rabo e deixou a cabeça fora da toca. A primeira pisada na cabeça do Lula ficou por conta da sua condenação a 12 anos e 01 mês de prisão, em regime fechado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro – Lula foi acusado de receber um apartamento triplex no Guarujá, litoral de São Paulo, em troca de favores à OAS, empreiteira envolvida até o pescoço no Petrolão. Outras pisadas serão dadas pela Justiça em razão de outros seis processos em andamento nos quais Lula já virou réu, sendo 02 (dois) em Curitiba, que estão nas mãos do juiz federal Sérgio Moro, e 04 (quatro) em Brasília, que estão sob a responsabilidade do juiz federal Vallisney de Souza Oliveira.

Processos que correm na 13ª Vara Federal de Curitiba: 1º. Lula é acusado de ganhar reformas e móveis em um sítio de Atibaia (SP) como pagamento de fraudes na Petrobras – Virou réu em 01/08/2017. 2º. Lula é acusado de ganhar imóveis da Odebrecht em troca de contratos da Petrobras – Virou réu em 19/12/2016.

Processos que correm na 10ª Vara Federal de Brasília: 1º. Lula é acusado de tentar evitar a delação premiada de ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró – Virou réu em 28/07/2016. 2º. Lula é acusado de fazer o BNDES ajudar a construtora Odebrecht, em troca de palestras remuneradas – Virou réu em 13/10/2016. 3º. Lula é acusado de comprar aviões caças suecos e manter benefícios fiscais da Medida Provisória (MP) 627/2003, em troca de R$ 2,5 milhões dados a uma empresa do seu filho Luis Cláudio Lula da Silva – Virou réu em 16/12/2016. 4º. Lula é acusado de vender a Medida Provisória (MP) 471/2009 para montadoras de veículos – Virou réu em 20/9/2017.

Amigos leitores, se a primeira condenação de Lula, ratificada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Porto Alegre/RS), com pena aumentada para 12 anos e 01 mês de prisão, está causando este rebuliço todo, numa guerra jurídica que parece não terminar, imaginem quando saírem as sentenças (prováveis condenações) decorrentes dos julgamentos dos 06 (seis) processos relacionados acima. A meu sentir, é melhor prender o Lula, agora, antes que ele resolva fugir como fez o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, por época do julgamento pelo STF da Ação Penal 470, conhecida como “Mensalão do PT”. Pizzolato usou a identidade do irmão morto; Lula pode usar a máscara do Padre Cícero (Cícero Romão Batista), o “Padim Ciço”, como se diz no religioso Nordeste brasileiro. Não vamos descartar a possibilidade real de pedido de asilo político e/ou fuga concreta para um dos países sem tratado de extradição com o Brasil.

Foram vários os destaques na imprensa no dia de hoje, quarta-feira, 07 de março de 2018. Defesa de Lula sofre nova derrota, dessa vez no STJ. Caso Triplex. Por 05 votos a zero, 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou o pedido de habeas corpus preventivo que evitaria prisão do ex-presidente após uma eventual derrota do recurso ainda em julgamento no TRF-4; petista se diz ‘vítima de uma mentira’. Página 04. Lula vê prisão mais perto. Caso Triplex. Por unanimidade, 5ª Turma do STJ nega habeas corpus preventivo para evitar início da pena quando o recurso no TRF-4 for julgado”. (segue matéria).

Em outubro de 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF) interpretou que fica autorizada a prisão após a condenação em segunda instância recursal. No caso concreto seria o TRF-4. Lula tem todo o direito de espernear como neném no berço ou de reclamar como uma meretriz que não foi paga pelos serviços sexuais prestados. Juntam-se ao “jus sperniandi” o PT (Partido dos Trabalhadores), políticos corruptos, magistrados igualmente devassos, enfim, o raio que o parta. No meu entendimento, o corpo político necessita, em caráter de urgência, de uma profunda assepsia, com a adoção de um conjunto de processos preventivos de defesa contra agentes de infecção – Lula é um deles, porventura o principal. O poder está nas mãos do povo.

A presidente da Corte Suprema, ministra Cármen Lúcia, está sofrendo uma pressão danada para colocar a revisão da prisão após condenação na 2ª instância na pauta do plenário do STF. Segundo ela, “usar a situação do ex-presidente Lula para rever a decisão sobre o início da prisão dos condenados em 2ª instância de Justiça seria “apequenar muito o Supremo”. Que, aliás, já caiu em desgraça faz tempo; fato é que eminentes ministros politizaram a Justiça por motivos inconfessáveis. É hora de o Supremo Tribunal Federal (STF) adotar um olhar mais republicano para as questões cruciais do país.

Há dois anos, Lula foi alvo principal da 24ª fase da Operação Lava-Jato, batizada de Aletheia. Esta fase foi deflagrada na manhã de uma sexta-feira, 04/03/2016, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi conduzido coercitivamente (de modo obrigado) pela Polícia Federal para depor em um dos galpões localizados no Aeroporto de Congonhas, SP, longe dos holofotes e dos militantes de ocasião, prontos para a guerra. Senhor dos palanques, Lula não se fez de rogado e aproveitou o momento para expressar a sua indignação num discurso de improviso feito na sede do PT na capital São Paulo, que foi transmitido, ao vivo, pela TV dos Trabalhadores (TVT). Leia trechos do discurso.

“Hoje eu me senti um prisioneiro. […] Já passei por muita coisa na minha vida. Não sou homem de guardar mágoa, mas nosso país não pode continuar assim. […] A minha indignação é pelo fato de 06 horas da manhã terem chegado na minha casa, vários delegados, aliás, muito gentis, não sei se são sempre assim, mas muito gentis, pedindo desculpas, que estavam cumprindo uma decisão judicial e a decisão era do juiz Moro. […] Hoje, quem condena as pessoas são as manchetes. […] Poderia ter mandado um comunicado. Ô seu Luiz Inácio, quer prestar depoimento em Curitiba? Eu gosto de Curitiba, eu poderia ir lá em Curitiba. Assim me facilitava, não precisava pagar uma passagem para ir a Curitiba. Poderia me convidar em Brasília. Eu ia. […] Eu acho que eu merecia um pouco mais de respeito neste país. […] Queria pedir desculpas a Marisa e meus filhos pelos transtornos que eles passaram. […] Não há nenhuma explicação de irem atrás dos meus filhos a não ser deles serem meus filhos. […] É importante que os procuradores saibam que uma instituição muito forte tem que ter pessoas muito responsáveis. É lamentável que uma parcela do Poder Judiciário esteja trabalhando em associação com a imprensa. […] Eu fui melhor do que todos eles que governaram esse país. Eu fui melhor do que todos os cientistas políticos, médicos e advogados que governaram esse país. […] A elite brasileira é muito conservadora, ela tem complexo de vira-latas. Quem quiser acertar um discursinho do Lula, é só acertar a passagem de avião. […] Descobri, agora, que nem tudo está acabado, o PT precisa levantar a cabeça. […] Se tentaram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo. A jararaca tá viva, como sempre esteve”.

Só que o indignado Lula omitiu um fato gerador na sua fala na sede do PT: O Ministério Público Federal (MPF) rastreou as entradas e saídas de dinheiro do Instituto Lula e da LILS Palestras, relacionadas diretamente ao ex-presidente, concluindo que, no período de 2011 a 2014, o Instituto e a LILS, juntos, pagaram às empresas dos filhos do petista o montante de R$ 1.763.206,59. O cidadão comum não precisa ser muito inteligente para perceber que esse dinheiro tem origem desonesta. Mas, batendo fortemente na mesa, sucessivas vezes, Lula vociferou: “Se tentaram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo. A jararaca tá viva, como sempre esteve”.

Há poucas horas, Lula, em vídeo divulgado na Internet, disse: “Se não provarem um real na minha conta, se não provarem um dólar na minha conta, se não provarem uma telha na minha conta que não seja minha, eu terei que ser considerado um preso político. E eles então terão que arcar com uma responsabilidade de ter a pessoa que foi o melhor presidente do Brasil, a pessoa que lidera todas as pesquisas de opinião pública — qualquer uma, seja feita por inimigo ou amigo —, ou seja, eles vão ter que arcar com o preço de decretar minha prisão”. Há uma mensagem explícita nesta frase: Lula continua desafiando a Justiça e criticando a atuação da Polícia Federal. Até quando? Quando a cobra jararaca estiver devida e literalmente morta.

Nota de rodapé: “Na Grécia antiga, a palavra Aletheia tinha o significado também de realidade, ou de busca pela verdade por meio do conhecimento. O termo é comumente utilizado na psicologia para referir-se à busca por uma verdade além das aparências”. Posto isso, a “verdade” do Lula sempre foi a sua mentira e as suas aparências não conseguem mais enganar como antes – triste realidade que o Brasil está descobrindo, graças aos homens de bem que honram a nossa Justiça.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 829 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

 

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 155 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: