>
Você está lendo...
Política

GAY não tem CUra!

cura gayO PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira, desde que foi fundado em 25 de junho de 1988, jamais passou por um constrangimento como o causado pelo deputado federal João Campos (PSDB/GO), autor do projeto conhecido como “Cura Gay”. Por total falta de apoio do seu partido, João Campos retirou de tramitação o maldito, inoportuno e infeliz projeto. “Foi por uma questão do partido. Quando o partido se manifestou contra, inviabilizou o projeto”. Disse na terça-feira, 02/07, o deputado federal João Campos. A radical bancada de Deus, encabeçada pelo pastor Marco Feliciano (deputado federal pelo PSC/SP e presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara de Deputados), não se deu por vencida, de sorte que, a meu sentir, novos rituais de exorcismos acontecerão em plenário e o Diabo afastado do corpo de muitos deputados. João 8:7 – Jesus se levantou e lhes disse: “Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra”.

“Cura Gay” – Projeto de Decreto Legislativo (PDC) nº 234/11, cujo relator foi o deputado federal Anderson Ferreira (PR-PE), que defendeu abertamente a sua aprovação. O PDC, que propõe a supressão de uma parte da Resolução nº 1/99 do Conselho Federal de Psicologia, para permitir que psicólogos possam propor o tratamento contínuo da homossexualidade, foi aprovado na terça-feira, 18/06/2013, pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal. O texto do projeto seria analisado pelas Comissões de Seguridade Social e Família, Constituição e Justiça e de Cidadania, sobretudo quanto ao mérito, depois disso é que seguiria para votação em plenário da casa.

O que me causa espécie é que se o projeto “Cura Gay” não se transformasse em uma das principais bandeiras das manifestações populares ocorridas nas últimas semanas pelos quatro cantos do país, muito provavelmente seria aprovado em votação na Câmara. Como o projeto foi duramente combatido, os deputados trataram logo de descartá-lo. Por outro lado, causa-me torpor o fato dessa súcia política ganhar o que ganha para legislar besteiras, perder um precioso e caro tempo, quando deveria discutir assuntos de real interesse da população. “Gay não tem CUra”, porque não se trata de uma doença, e sim de um estado de espírito onde se encontra a felicidade plena, além do mais, quem dá o que é seu não é desonra! “Menina, a perda de honra está em roubar o povo, que se mantém PASSIVO o tempo todo”.

Augusto Avlis

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 159 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: