>
Você está lendo...
Política

A Lixeira

A Lixeira

Tomei uma decisão no dia de hoje, 01 de março de 2013, talvez a mais importante dos últimos tempos. Decidi não mais escrever sobre Política. Custei a chegar a esta conclusão, contudo, não havia alternativa senão eliminar da minha privativa sala de redação os temas ligados à categoria. Vamos dizer que esta não é uma atitude definitiva, até porque na condição de Jornalista tenho a Política como uma das áreas preferidas. O fato é que sou fruto do processo cognitivo, assim como os demais seres portadores de relativa inteligência e senso crítico – deixemos os políticos fora disso. O meu médico já havia sinalizado que se não parasse de me preocupar tanto com a política brasileira e seus artífices teria 99,99% de chances de subir ao andar de cima vitimado por um AVC, um ataque cardíaco, ou, na melhor das hipóteses, ficar vivo curtindo um longo período num hospício qualquer, sem direito a visitas dominicais e a bombom Garoto.

As 53 sessões do Supremo Tribunal Federal, dedicadas ao julgamento da Ação Penal nº 470 – Processo do Mensalão, deixaram-me atordoado. Tenho sofrido de depressão (emblematizo o desespero), motivo pelo qual pensei em cometer suicídio pulando da ponte sobre o rio Yangtze em Wuhan, na China; pensei também em separar da mulher; em me tornar um homem-bomba e em seguida solicitar uma entrevista coletiva com os réus do Mensalão condenados pelo STF, enfim, minhocas na minha cabeça napoleônica é que não faltam, como incluir no roteiro de visitas inesperadas as duas Casas de Leis que compõem o Congresso Nacional (com os seus presidentes dentro delas). A imprensa oficial, conceituada pelos governistas como PIG (Partido da Imprensa Golpista) diuturnamente cospe notícias desagradáveis, sob românticas manchetes, que só fazem agravar o meu quadro neurótico. Ânsia de vômito, dor de cabeça, contrações, diarreia crônica, falta de apetite (de comida e de sexo) são apenas alguns sintomas aos quais sou acometido por decorrência direta. Sei, de antemão, que é hora de parar, de dar um basta, caso contrário irei, antes do tempo previsto nas nuvens, comer capim pela raiz. Desta feita, acho que talvez fosse melhor, porque a Política abjeta Made in Brasil está me despertando os instintos mais primitivos, plagiando o ex-deputado federal Roberto Jefferson.

Chegamos ao fundo do poço. A moralidade e a ética decretaram falência faz tempo. A Polícia não dá conta das investigações, tantas são as denúncias de corrupção feitas pelo Ministério Público. Ratazanas correndo de um lado pro outro, baratas voando, cupins devorando o erário, cúmplices apertando as mãos, ladrões engravatados abraçando magistrados, instituições públicas com placas indicativas de bordel, putas políticas vendendo o corpo do Estado, merda no ventilador, Petrobras assaltada, PT, Petralhas, reeleição, apagão, regulação da mídia, controle dos meios de comunicação, ditadura branca, cadeia só para pobres e ladrões de galinha, atraso, educação um sonho perdido, compra de votos com o programa Bolsa Família, impunidade, a esperança do povo carcomida pelo descaso, imbecis votando. Definitivamente não dá mais, eu vou enlouquecer de vez. Preciso de ar puro, quero respirar e não consigo. Sinto que estou perdendo os melhores anos da minha vida e pode ser que seja tarde para recuperá-los.

Nomeei o meu filho mais novo como o meu “Suporte Técnico em Informática” em razão da minha pouca ou quase nada experiência nessa área, a exemplo de todos os semi-mortais que possuem idade semelhante. Pois bem, um dia desses, o meu “STI” me recomendou que esvaziasse a “Lixeira” do meu Notebook e removesse todos os seus arquivos para liberar espaço em disco. Com muito cuidado acessei a área de trabalho, dei um clique na pasta “Lixeira” e fiquei numa dúvida FDP; não sabia se organizava o conteúdo da página ou se eu restaurava todos os itens, movendo os itens selecionados da “Lixeira” para seus locais de origem no computador. Escrevi demasiadamente e fiz muitas anotações sobre o julgamento do Mensalão (tinha assistido a todas 53 sessões do STF), por isso a “Lixeira” estava tão cheia. E agora José? Como aprendi na Faculdade que produto intelectual não se joga fora sob hipótese alguma, resolvi dar uma peneirada no tal “Lixo do Mensalão” e editá-lo como última coisa a fazer antes de parar. Reconheço que tem coisas interessantes lá. Editadas as matérias de título Julgamento do Men$alão – A Lixeira (partes I, II, III, IV, e assim por diante), só me preocuparei com o Acórdão expedido pelo STF. E ponto final. Só voltarei a escrever sobre Política neste ano de 2013 caso aconteçam os seguintes fatos, dignos de edições extraordinárias: Revolução, Morte do Lula, Invasão do Brasil, Venda do espólio da Petrobras para Eike Batista, Implosão geral da Praça dos Três Poderes em Brasília, Extinção do Partido dos Trabalhadores, Prisão dos réus do Mensalão, Enforcamento dos traidores e vendilhões da Pátria. Falta um fato, talvez o mais improvável: Devolução aos cofres públicos de todo o dinheiro roubado pelos políticos brasileiros – Paulo Maluf está rindo à toa pela piada boba, na certeza de que isso jamais acontecerá no Brasil.

Augusto Avlis

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 154 outros seguidores

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: