>
Você está lendo...
Política

CPI – Coisa Pra Idiota.

CPI – Coisa Pra Idiota.

Ânsia de vômito, náuseas, compactação fecal, cólicas, dor retal aguda, esforços continuados para defecar, enfim, são apenas algumas sensações que eu tenho quando assisto a pedaços das sessões da CPI da COVID, criada pelo Senado na terça-feira, 13/04/2021, com a leitura do requerimento pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (Democratas). Escopo da Comissão Parlamentar de Inquérito: investigação das ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia, investigação do colapso da saúde no Estado do Amazonas no começo do ano, investigação da aplicação de recursos federais por Estados e Municípios no combate à pandemia. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, através de Medida Cautelar determinou que o presidente do Senado adotasse as “providências necessárias à criação e instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito”. Quem manda em quem? O STF legislando, determinando o que o Senado deve fazer? O STF assumindo o papel de Delegacia de Polícia? O STF mirou em que alvo, com qual objetivo? Na verdade, tem muito pombo voando para poucas gaiolas. Sublinho destaque.

Depois de cinco meses e meio do seu funcionamento, o que se viu foi um completo desvio de finalidade. O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), e o relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), expõem motivos incompatíveis para dar prosseguimento aos trabalhos da Comissão; suas decisões e ações tomadas contrariam todas as regras do bom senso, da razoabilidade. O relatório final de Renan Calheiros já estava pronto no dia 13/04/2021, desde quando começou a CPI – caberia a ele, Renan Calheiros, com a ajuda dos comparsas, criar situações e forjar provas que se encaixassem no seu texto acusatório. Renan “deu com os burros n’água” porque não conseguiu apontar a conexão de práticas corruptas com o Palácio do Planalto. Cães de guarda que ficam o tempo todo correndo atrás do próprio rabo em razão de complicações comportamentais. Os componentes desta CPI, opositores do presidente Jair Bolsonaro, formam uma verdadeira trupe – conjunto de artistas, comediantes, palhaços que atuam em conjunto no Circo congressual. Com audiência pífia, fazem contorcionismos no palco da CPI da opressão, do sufocamento.

Omar Aziz e Renan Calheiros dispensam comentários; ambos com uma ficha policial de dar inveja ao pior bandido. Asco, nojo, repugnância – e outros sinônimos – é o que eu sinto dos desgraçados senadores que comandam esta maldita CPI, que desde o começo se apresentou ao país como um tribunal de condenações sumárias, onde os juízes de plantão não passam de protagonistas de festivais de bizarrices em cadafalsos públicos. O pior é que em torno dos quais se constrói toda a trama. Desrespeitam todo mundo que se mostre contrário ao que pensam – execração de cidadãos, sobretudo médicos. Quando vai acabar essa porra? Apurar a aplicação de recursos federais por Estados e Municípios no combate à pandemia a CPI não quer investigar, até porque esta Comissão chegaria facilmente aos verdadeiros ladrões do dinheiro público (aos bilhões de Reais), verbas destinadas aos Estados e Municípios pelo governo federal para o combate à pandemia do Coronavírus. Impolutos senadores que formam o grupo majoritário da CPI chamado “G7” – senadores independentes e de oposição ao governo – teriam muito que explicar sobre os desvios em seus Estados, inclusive com a participação direta de filhos, parentes e asseclas. Fato é que, elevação de caráter, honestidade e virtuosidade o “G7” não tem absolutamente nada. Esses pulhas não investigam porque ajudaram a roubar. Ponto. A Polícia Federal (PF) já fez dezenas de operações em Estados e Municípios para apurar fraudes, que vão desde compras de aventais e máscaras de proteção, até aquisições de respiradores (pagos e sem entregas), bem como levantamento de contratos de hospitais de campanha para o atendimento dos pacientes com COVID-19. A CPI não quer saber disso e tem raiva de quem fala sobre o assunto. Ponto final.

Vão prorrogar o show até encontrarem algo que incrimine o presidente. Parece que esses canalhas não têm outra coisa pra fazer. Afinal, quais são as finalidades das CPIs que já passaram pelo Congresso? Constranger pessoas, destruir reputações, jogo político, achacar os convocados, livrar os envolvidos nos crimes, estabelecer ligações espúrias, tirar proveito, esconder as verdades, defender criminosos, entre outros objetivos. Perde-se tempo, se gasta dinheiro público em troca de holofotes. As pretensões políticas para 2022 têm um preço. A CPI da COVID não está nem aí ou se lixando para o número de mortos no Brasil (próximo de 600 mil), apenas se importa em atropelar todo mundo com a finalidade de criar palanque para as Eleições do ano que vem. A imprensa criminosa se esconde na redoma das conveniências, mas, brevemente também pagará um preço elevado pelo jogo sujo que está fazendo. Ontem, quarta-feira (29), no plenário da CPI, o empresário Luciano Hang, co-fundador e proprietário da Havan, com a sua astúcia e perspicácia, evitou ser achincalhado; mesmo assim, foi alvo de Renan Calheiros, que na abertura da sessão disse: “Em todos os governos há bobos da corte que são utilizados para desviar o foco de assuntos importantes”. Obviamente se referindo a Luciano Hang. Por sua vez, Omar Aziz vociferou outras merdas de igual nocividade. Realmente eu não tenho estômago! Esses filhos das putas deveriam colocar Emplastro Sabiá na boca.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 1.029 artigos publicados em 16 Categorias. Boa leitura.

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 162 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: