>
Você está lendo...
Pensamentos

2016

2016

Uma grande incógnita, ou uma tremenda exclamação? Pode ser uma mistura dessas duas coisas. O ano de 2016 se desenha como um grande enigma, portanto não podemos determinar os rumos dos acontecimentos – aquilo que não se conhece torna impossível qualquer previsão. Por outro lado, o ano que se inicia certamente nos trará imensas surpresas carregadas de boas doses de indignação. A única verdade é que não teremos motivos para darmos gritos de alegria ou euforia. Mistérios rondam as cercanias do nosso país; o futuro deixou de pertencer a Deus e agora está nas mãos dos homens de má vontade.

Os escândalos na política revelados a cada instante pelas fases da Operação Lava-Jato de longe são considerados “Contos da Carochinha”, e tendem a assustar os mais experientes, justamente aqueles que não têm medo de fantasma, ou que dizem não ter. Nada será absoluto nessa história toda, mas o final será bastante surpreendente. Está aí o ponto de exclamação. Os políticos (todos), sem munição, dependerão apenas de si mesmos, num campo de batalha contra o que eles chamam de “inimigos desconhecidos” – a única e grande diferença é que essas pessoas hostis possuem balas suficientes para acertar as suas cabeças na escuridão.

As promessas aos santos conhecidos perderam força, até eles, os imaculados, reduziram o grau de credibilidade em seus fiéis, porque estes mudam de opinião e de comportamento a cada trovão ou mudança de lua. As crenças são produzidas pelas circunstâncias, de modo que a ordem celestial fica sobremaneira comprometida. Veremos amigos apresentando-se como inimigos disfarçados, veremos inimigos declarados querendo bandear-se para o nosso lado, a exemplo do que acontece costumeiramente nos partidos políticos. Os acertadores dos seis números da Megasena – que lhes deram momentaneamente pequenas fortunas – saborearão o significado de “incógnita”. Danam-se os enigmas, diriam aqueles que vivem tão somente pelo dinheiro, acreditando ser a única fonte da felicidade.

Os fanáticos seguidores de religiões, sejam quais forem, saibam que serão acuados contra a parede e obrigados a propagar mensagens e ensinamentos de origem contrária, sob pena de sucumbirem perante a violência imposta. A essa altura os Deuses conhecidos dos humanos estão se perguntando se existe alguém acima deles, outro Deus numa perspectiva monoteísta quando “ausente”, sendo este o verdadeiro Criador de tudo (inclusive dos Deuses comuns) e Senhor absoluto do Universo em desencanto. A necessidade de se agarrar em alguma coisa torna os indivíduos mais carentes pela fragilidade cultural, na medida em que não conseguem reconhecer a sua própria força interior – sempre dependo do outro para resolver os meus problemas, que são meus e criados por mim.

Ninguém sabe se colocou o pé direito no ano de 2016 porque não prestou atenção, da mesma forma não saberemos se permaneceremos vivos ao final dele. Então, o ano de 2017 será uma grande incógnita, ou uma tremenda exclamação. Esse é o sentido da vida, que faz do desconhecido o desafio de continuar vivendo, de lutar por aquilo que acreditamos, sem pedir nada em troca, apenas considerar que somos todos iguais.

Augusto Avlis

Navegue no Blog  opiniaosemfronteiras.com.br e você encontrará 712 artigos publicados em 14 Categorias. Boa leitura.

Anúncios

Sobre augustoavlis

Augusto Avlis nasceu no Rio de Janeiro na metade do século XX. Essa capital foi antes o Distrito Federal e o Estado da Guanabara. Profissionalizou-se em Marketing Operacional e fez parte, como Executivo, de multinacionais do segmento alimentício por mais de três décadas, além de Consultor de empresas. Formado em Comunicação Social, habilitou-se em Jornalismo. Ocupou cargo público como Secretário de Comunicação. Hoje dedica-se às atividades de escritor e cronista.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts.

Junte-se a 145 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: